ALÔ

Presos suspeitos de comandarem quadrilha especializada em golpes pelo Whatsapp

PC cumpre mandados de prisão em Goiás e São Paulo. Na primeira fase da operação, polícia apreendeu 793 chips de celular


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 14/10/2020 às 11:28:16

(Foto: Reprodução PC)
(Foto: Reprodução PC)

Sete pessoas foram presas em Goiás na manhã desta quarta-feira (14) suspeitas de comandarem uma quadrilha especializada em aplicar golpes através do Whatsapp. Na operação da Delegacia Estadual de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DERCC), foram expedidos 26 mandados de busca e apreensão e outros quatro mandados de prisão temporária cumpridos pela Polícia Civil (PC).

Os presos nesta manhã são de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo e Rio Verde. Durante a ação foram apreendidos diversos aparelhos eletrônicos e celulares.

Segundo a polícia, a quadrilha clona o número de celulares das vítimas, acessa a agenda e entra em contato com outras pessoas para pedir dinheiro.

A operação, intitulada Peregrino III, é feita em conjunto com a Divisão de Capturas da Polícia Civil de São Paulo e a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic). Cinco mandados de busca e apreensão são cumpridos em Itatiba (SP).

As investigações tiveram início em julho deste ano, após a PC de São Paulo localizar 793 chips de diversas operadoras de telecomunicação durante o cumprimento de um mandado de prisão e busca e apreensão.

A PC afirma que irá solicitar a conversão das prisões de temporárias para preventivas.

Chips apreendidos durante a primeira fase da Operação Peregrino, em SP (Foto: Divulgação Polícia Civil)