Morte por engano

Presos pai e filho suspeitos de matar jovem em restaurante de Goiânia

Segundo a PC, suspeito estava com celular da esposa e acreditou que um primo da mulher queria apresentá-la a um pretendente. Porém, nas mensagens existia apenas um convite do primo para que a esposa do suspeito almoçasse com ele na casa da tia de ambos


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 18/07/2019 às 10:42:19

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Pai e filho suspeitos de matar um jovem de 25 anos em um restaurante no Setor Solar Ville, na região Noroeste de Goiânia, chegaram à Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) na manhã desta quinta-feira (18).  Neiriberto Borges da Serra e Neiriberto Borges da Serra Júnior serão apresentados na especializada e são apontados como autores do assassinato de Deleony Alves Sousa, no último dia 15 de junho. Vítima teria sido morta por engano.

Segundo as investigações, Neiriberto Júnior estava com o celular da esposa quando leu mensagens de aplicativo e acreditou que um primo da mulher, que não teve o nome divulgado, queria apresentá-la a algum “pretendente”. Conforme apurado pela Polícia Civil, nas mensagens existia apenas um convite do primo para que a esposa do suspeito almoçasse com ele na casa da tia de ambos.

Trecho da mencionado conversa via WhatsApp (Divulgação/PC)

Neriberto Júnior se passou pela mulher e disse que iria ao local encontrar o primo. Ao chegar no lugar marcado, e ao avistar Deleony mexendo no celular, o suspeito disparou cerca de 15 vezes. Ele ainda tentou recarregar a arma para continuar os disparos e atingir o primo da esposa, mas não teve sucesso.

O homem saiu do local com a ajuda do pai, que estava dirigindo o veículo da fuga. Deleony não conhecia a esposa do autor dos disparos e foi morto por engano. Após o crime, os autores fugiram para a cidade de Gurupi, no Tocantins, onde foram presos pela equipe da DIH com apoio de policiais civis do município citado.