Golpe na praça

Presos irmãos suspeitos de golpes que ultrapassam R$ 200 mil

Na casa onde Marly e Eli Bertouldes Bueno moravam, a polícia apreendeu mercadorias adquiridas de forma fraudulenta, avaliadas em R$ 15 mil


Artur Dias

Do Mais Goiás | Em: 20/03/2019 às 19:58:40


(Foto: Assessoria de Comunicação PC/GO)
(Foto: Assessoria de Comunicação PC/GO)

Dois irmãos suspeitos de aplicar golpes que teriam dado um prejuízo superior a R$ 200 mil em comerciantes de Goiás foram presos em flagrante pela Polícia Civil. Na casa em que Eli Bertoldes Bueno, de 35 anos, e Marly Bertoldes Bueno, de 42 anos viviam, os agentes apreenderam objetos obtidos de forma fraudulenta que, juntos, valem R$ 15 mil.

De acordo com o que apurou o delegado Alexandre Netto, do 1º Distrito Policial de Goiânia, usando dados de empresas de grande porte, os irmãos conseguiam fazer compras de valor elevado no comércio da Capital. As mercadorias adquiridas de forma fraudulenta, mostraram as investigações, eram levadas por frentistas contratados por Eli e Marly para a casa onde eles moravam, em Trindade.

“Eles tomavam diversos cuidados para não serem seguidos após as compras, e assim que o boleto vencia, geralmente no prazo de 30 dias, eles buscavam outras lojas, onde se apresentavam com dados de outras empresas”, destacou o delegado. Até agora, segundo Alexandre Netto, cinco vítimas já denunciaram os irmãos.

Ao saber que a polícia já estava à sua procura, Eli deixou a irmã sozinha em casa e tentou fugir de carro, mas foi localizado e preso pela Polícia Militar nesta quarta-feira (20), no momento em que saía de Trindade. Na casa onde os dois moravam, os agentes encontraram três bombas de água multiestágio, três bombas periféricas, e duas toneladas de ração de peixe. Adquiridos recentemente, os produtos, segundo a polícia, valem R$ 15 mil.

Marly e Eli foram autuados em flagrante por Estelionato e Receptação. Como Eli era quem sempre ia nas lojas buscar os produtos adquiridos de forma fraudulenta, o delegado disse acreditar que a divulgação da imagem dele fará com que novas vítimas compareçam à delegacia para denunciá-lo.