Ladrão Nutella

Preso suspeito de roubo quase diário de Nutella em supermercado de Uruaçu

Após furtar o creme de avelã, Rafael ostentava o produto com publicações em redes sociais. Gerente estima o suspeito seja responsável por prejuízo de R$ 1 mil em somente em maio


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 07/06/2019 às 12:53:16

Quase todos os dias Rafael ia até o mesmo supermercado e disfarçadamente furtava os potes das prateleiras (Foto: Divulgação / PC)
Quase todos os dias Rafael ia até o mesmo supermercado e disfarçadamente furtava os potes das prateleiras (Foto: Divulgação / PC)

Um homem de 30 anos foi preso, na tarde desta quinta-feira (6), após ser flagrado furtando potes de Nutella em um supermercado localizado no município de Uruaçu, região Norte de Goiás. Segundo o responsável pelas investigações, delegado Rafhael Barboza, os crimes eram quase diários em um só estabelecimento. Só em maio, de acordo com registros da Polícia Civil (PC), a estimativa é de que o homem tenha causado um prejuízo de R$ 1 mil ao comércio.

Conforme expõe Barboza, o suspeito furtava, quase sempre, o mesmo produto: potes do famoso creme de avelã. “Nós montamos uma operação só para capturá-lo. Um policial ficou disfarçado dentro do supermercado e ontem conseguimos surpreendê-lo e efetuar a prisão”. O homem, identificado como Rafael Barros Silva, já foi flagrado diversas vezes por imagens do circuito de segurança do estabelecimento (vídeo abaixo). A investigação ainda apura por quanto tempo o suspeito cometeu os crimes.

Ostentação

Depois dos furtos, o suspeito ostentava os produtos com fotografias publicadas em redes sociais. De acordo com o delegado, o gerente do supermercado estima que, somente no último mês, o suspeito tenha causado um prejuízo de aproximadamente R$ 1 mil.

O suspeito, segundo a PC, possui registros criminais por furto, estelionato e violência doméstica. Rafael foi preso e autuado pelo crime de furto e, caso seja condenado, poderá ter a pena aumentada em razão da continuidade delitiva. O suspeito era foragido do sistema prisional desde dezembro de 2016.

(Foto: Divulgação / PC)

(Foto: Divulgação / PC)

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira