Polícia

Preso suspeito de matar cozinheira de pamonharia

Willian Divino da Silva Moraes foi localizado na cidade de Quirinópolis, a 293 quilômetros de Goiânia

Cidades




//

Willian Divino da Silva Moraes, acusado de matar a cozinheira Marizet Machado, que trabalhava em uma pamonharia concorrente a do criminoso, foi preso  na manhã desta quinta-feira (2/04)  pela Polícia Militar (PM.

Segundo a PM, o homem, que estava foragido desde  domingo, dia do crime, foi localizado na cidade de Quirinópolis, a 293 quilômetros de Goiânia. A mãe de Willian, Sueide Gonçalves da Silva de Morais, que também teria participado do crime já está presa. Os dois vão responder por homicídio triplamente qualificado.

A PM informou que a localização de Willian foi possível após uma denúncia anônima. “Recebemos a informação de que ele estava escondido em um residência nesta cidade e hoje pela manhã conseguimos localizá-lo e prendê-lo”, afirmou o Capitão Ribeiro.

Ainda de acordo com o militar, Willian não resistiu à prisão. O suspeito está sendo transferido para a Capital e deve ser apresentado ainda hoje.

O crime ocorreu na noite de domingo (29/02).  Após sair do trabalho, Marizete foi levada para um matagal em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia, onde foi baleada e queimada. Na ocasião, ela sobreviveu, conseguiu pedir ajuda e foi socorrida. Segundo a polícia, a motivação seria uma disputa por clientes.

Tópicos