Polícia

Preso suspeito de matar a corretora de seguros Patrícia Andrade

Ele já tem mais de dez passagens pela polícia e foi encontrado graças a denúncias anônimas da população. Uma arma e uma moto foram apreendidas com o suspeito




Foi preso na noite desta quarta-feira (13/4) o suspeito de assassinar a corretora de seguros Patrícia Andrade. O crime aconteceu na noite do último sábado (9/4). Patrícia foi baleada na cabeça enquanto dirigia e bateu o carro em um poste, no Setor Sudoeste, em Goiânia.

Segundo a PM, o suspeito tem 21 anos e foi preso em casa, no Setor Pedro Ludovico, por uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Com ele foram apreendidos um revólver calibre 32, uma moto vermelha e maconha. O rapaz já havia sido preso mais de dez vezes, por crimes diversos.

O suspeito foi encontrado graças a denúncias anônimas da população. Ele não confessou o crime.

O crime

Patrícia foi assassinada no último sábado em uma provável tentativa de assalto. Ela faleceu no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), após ser atingida por disparo de arma de fogo durante a madrugada.

Uma amiga da vítima, Elisângela Martins, esteve com ela até momentos antes da ocorrência. “Nós saímos e quando foi por volta das 23h30 ela me deixou em casa. Ela disse que ia se encontrar com outra pessoa”, contou.

No entanto, no meio do caminho, ela acabou se deparando com aqueles que lhe ceifaram a vida.

No registro do Corpo de Bombeiros consta que Patricia foi resgatada por membros da corporação do que aparentava ser um acidente de trânsito, após bater o carro em um poste. Posteriormente, porém, foi constatado que ela havia levado um tiro na cabeça, o que indicava que ela pode ter tentado fugir de um assalto, foi baleada e acabou colidindo o veículo.

Encaminhada ao Hugo, ela passou por cirurgia, mas não resistiu. Após várias paradas cardíacas, foi declarada a morte cerebral de Patrícia. O hospital confirmou que Patrícia deu entrada às 3h15 da madrugada e veio a o óbito, ainda no sábado, às 17h15.

Em nota, a Polícia Civil (PC) informou que que as providências iniciais referentes à investigação da morte da corretora de seguros Patrícia Moreira Andrade tiveram início já no fim de semana, tão logo a morte foi confirmada.

“Exames periciais e cadavérico foram providenciados e, nesta segunda-feira (11/4), serão formalmente documentadas as oitivas de familiares e testemunhas. Outras diligências estão sendo realizadas para se identificar a autoria do delito, mas, por força do sigilo que a investigação requer neste momento, não serão fornecidos detalhes”, diz a nota enviada pela PC.

Patrícia foi enterrada no último domingo (10), no Cemitério Municipal São Miguel, em Itaberaí, na região central de Goiás. O enterro reuniu amigos e parentes que foram prestar as últimas homanegens para a corretora.

Tópicos