Motivação passional

Preso suspeito de esquartejar adolescente e esconder corpo em freezer, em Águas Lindas de Goiás

De acordo com a PC, o suspeito fugiu para o município baiano de Luís Eduardo Magalhães. Ele confessou o crime

Cidades

Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 23/01/2020 às 11:36:09

Preso suspeito de esquartejar adolescente e esconder corpo em freezer, em Águas Lindas de Goiás (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Preso suspeito de esquartejar adolescente e esconder corpo em freezer, em Águas Lindas de Goiás (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O açougueiro Vanderson de Almeida, de 22 anos, suspeito de matar e esquartejar a adolescente Ketley Estefany Silva Nascimento, de 17 anos, em Águas Lindas de Goiás, no último domingo (19), foi preso na madrugada desta quinta-feira (23). De acordo com a Polícia Civil (PC), após o crime, o suspeito fugiu para Luís Eduardo Magalhães (BA), onde foi localizado.

De acordo com o delegado regional de Águas Lindas de Goiás, Cleber Junio Martins, o jovem confessou o crime. Ele, que era ex-namorado da vítima, ainda alegou que a motivação do feminicídio foi ciúmes. Ele alegou ter encontrado mensagens de traição no celular da adolescente.

Ainda de acordo com o delegado, o jovem foi encontrado através do sistema de inteligência da Polícia Civil. “Fizemos um estudo da vida dele, descobrimos onde ele nasceu e, a partir daí, começamos a investigá-lo. Conseguimos identificar que ele havia se hospedado em uma pousada em Planaltina de Goiás e, de lá, seguiu para a Bahia, onde foi detido”, afirma.

Internet 

Ao Mais Goiás, o delegado à frente das investigações, Danilo Nunes, destacou que vítima conheceu o suspeito por meio da internet. Após isso, eles passaram a morar juntos no final de 2019. A adolescente era natural de Paratinga (BA). O investigador destaca que eles tiveram um desentendimento e se separaram.

Logo depois, a vítima ainda chegou a morar com algumas amigas em outra cidade no Entorno, mas voltou a morar com suspeito. “Não tinha histórico de violência entre eles. Acredito que não tenha dado tempo de agressão, pois foi tudo muito rápido”, ressalta.

Esquartejamento

O caso chegou ao conhecimento da polícia após o pai do próprio suspeito denunciar o caso. O crime aconteceu no Jardim Pérola da Barragem. No momento que chegaram no local, os agentes confirmaram a veracidade da denúncia.

“Já ao chegar na residência, os policiais sentiram forte odor que indicava um possível cadáver no local. A casa estava toda bagunçada. A cama do casal estava impregnada de sangue e também havia uma garrafa de bebida em cima do móvel. Depois de verificarem o cenário, os agentes tiveram a iniciativa de abrir o freezer e encontraram a vítima”, explica.

A Polícia Técnica-Científica esteve no imóvel e confirmou o esquartejamento da menor. A adolescente foi dividida em seis pedaços e o corpo foi acondicionado em sacolas em meio de carnes de animais. A arma do crime, um faca de açougue de 30 centímetros, foi encontrada no local e apreendida.