Jessica Santos
Do Mais Goiás

Preso jovem suspeito de participar de assassinato de adolescente em Rio Verde

Ele teria segurado a adolescente para a namorada desferir os 35 golpes de faca; ele também teria participado da ocultação do cadáver e da arma utilizada no crime

O namorado da suspeita de matar a facadas a adolescente Emanuelle de Souza Batista foi preso por suposta participação no crime em Rio Verde. (Foto: Arquivo Pessoal)
O namorado da suspeita de matar a facadas a adolescente Emanuelle de Souza Batista foi preso por suposta participação no crime em Rio Verde. (Foto: Arquivo Pessoal)

O namorado da suspeita de matar a adolescente Emanuelle de Souza Batista, de 14 anos com 35 facadas, foi preso por suposta participação no assassinato em Rio Verde. Investigações apontaram que ele e parceira, de 15 anos, estiveram na cena do crime um dia antes do ocorrido. Ele também teria segurado a vítima para a namorada desferir os golpes de faca, ajudado a esconder o corpo, celular da vítima e a arma utilizada no crime.

O jovem de 19 anos foi detido na última segunda-feira (16) e encaminhado à Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde. À Polícia Civil (PC) ele confessou que presenciou o crime e auxiliou a esconder objetos usados no homicídio. Conduto, ele nega que tenha segurado a adolescente para a namorada esfaqueá-la.

Apesar da alegação, o delegado Danilo Fabiano Meneses não acredita na versão dada pelo suspeito. “Nós temos elementos de provas que apontam que ele participou efetivamente da ação. Pelo porte físico da vítima e da autora ficou claro que alguém segurou a vítima. Tudo leva a crer que foi o detido, já que só estavam os três na cena do crime”, afirmou.

Segundo o investigador, o depoimento de uma testemunha também corrobora a tese de participação efetiva do preso. “Essa testemunha disse que a suspeita confidenciou que uma pessoa segurou a vítima para que ela pudesse desferir os golpes, o que deixa ainda mais evidente a participação do jovem”, disse. O homem vai responder por homicídio qualificado, destruição de cadáver e corrupção de menor.

O crime

O crime ocorreu no dia 14 de fevereiro e, de acordo com Danilo Meneses, foi praticado após desentendimento entre a vítima e a suposta autora nas redes sociais. Um dia antes do homicídio, a suspeita e o namorado dela foram até um matagal no Bairro Veneza e planejaram o assassinato.

No dia do crime, a adolescente simulou uma história para atrair a vítima até o matagal. Lá, a autora desferiu ao menos 35 facadas na vítima. No dia seguinte, a menina e o namorado colocaram fogo no corpo da menor. Conforme as investigações, as duas estariam brigadas por conta de um namorado.

A suspeita do homicídio foi apreendida, internada provisoriamente e confessou o crime. Ela será autuada por ato análogo a homicídio por motivo fútil e destruição de cadáver.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal www.EMAISGOIAS.com.br pelo WhatsApp (62) 98272-3896 ou entre em contato pelo (62) 3259-6500