Preso homem que “usava plantação de maconha para adubar” orquídeas em Abadia de Goiás

Suspeito alegou desconhecer que as plantas se tratavam de Canabis; mudas eram criadas em estufa. Detido não tinha ficha criminal


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 06/06/2019 às 10:46:05

Maconha estava em uma estufa localizada em um canteiro nos fundos da residências (Foto: Divulgação / PC)
Maconha estava em uma estufa localizada em um canteiro nos fundos da residências (Foto: Divulgação / PC)

Um homem foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira  (4), após a polícia encontrar em sua residência dezenas de pés de maconha. Caso ocorreu  no município de Abadia de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia. Aos policiais, Valnês Douza Santos, de 53 anos, afirmou que cultivava orquídeas e usava as plantas como adubo para as flores, bem como afirmou não ter conhecimento de que elas se tratavam de entorpecentes.

Segundo o responsável pelo caso, delegado Arthur Curado Fleury, os pés de maconha eram cultivados em uma estufa improvisada em um canteiro nos fundos da residência. A Polícia Civil (PC) chegou até a residência após investigações para encontrar pontos de tráfico de drogas na região. Valnês disse ao delegado que comprou as sementes em uma cidade vizinha, mas não soube dizer qual foi a cidade. O suspeito morava sozinho e não possuía passagens pela polícia.

O delegado já colheu depoimento do suspeito e de familiares. Conforme o delegado, o próximo passo da investigação é apurar o intuito do cultivo da droga e se o suspeito vendia as mudas para traficantes da região. Valnês, agora, fica à disposição da Justiça.

“Eu tenho 30 dias para investigar o caso e concluir o inquérito, mas o prazo pode ser renovado por mais 30 dias, se houver necessidade”, explica.

(Foto: Divulgação / PC)

(Foto: Divulgação / PC)

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira