Aulus Rincon
Do Mais Goiás

Preso homem que matou transexual no Jardim América, em Goiânia

Jales Pires alegou que a transexual tentou impedi-lo de ir embora depois que ambos mantiveram relação sexual

Preso homem que matou transexual no Jardim América, em Goiânia
Preso homem que matou transexual no Jardim América, em Goiânia

O pintor de automóveis Jales Pinto Borges Filho, de 39 anos, se apresentou na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) e confessou ter assassinado a transexual Ronaldo Antônio Gonçalves, de 46 anos. O crime aconteceu na madrugada do último domingo, dia 6 de outubro. Em seu depoimento, o suspeito confessou que o crime ocorreu depois que a vítima tentou impedir que ele fosse embora, após os dois manterem relação sexual.

Um dia antes do crime, de acordo com o delegado Francisco Costa, adjunto da DIH, Jales e Ronaldo passaram o dia ingerindo bebida alcoólica e usando drogas na casa da vítima, na Rua C 176, no Jardim América.

Na madrugada de domingo (7), os dois foram para dentro da casa onde, conforme relatou o próprio Jales, continuaram bebendo e usando drogas. Por volta das 4 da manhã, Jales e Ronaldo mantiveram relações sexuais.

“Em sua versão, Jales alega que depois do sexo queria ir embora, mas o Ronaldo teria tentado impedi-lo. Após agarrá-lo  pelo pescoço, ele acabou dando um soco na cara de Jales – que reagiu e enforcou a vítima até a morte”, relatou o delegado Francisco Costa, adjunto da DIH.

Jales Pires alegou que Ronaldo Antônio tentou impedir que ele fosse embora depois que ambos mantiveram relação sexual

Jales Pires alegou que Ronaldo Antônio tentou impedir que ele fosse embora depois que ambos mantiveram relação sexual

O delegado disse ainda que, ao contrário do que suspeitou-se inicialmente, nenhum valor ou objeto foi roubado da residência, o que caracteriza o crime somente como homicídio doloso.

Apesar de ter se apresentado de forma espontânea, Jales Borges permanecerá recolhido na Delegacia de Capturas, uma vez que a justiça, a pedido de Francisco Costa, já havia decretado a prisão temporária dele.