Operação Vendetta

Preso grupo suspeito “julgar” e executar rivais em Goiânia

Ao todo, sete pessoas foram detidas. Elas são suspeitas de serem responsáveis por cinco assassinatos na região Sudoeste da capital


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 24/09/2019 às 09:28:42

Um grupo criminoso suspeito de cometer diversos homicídios na região Sudoeste de Goiânia foi preso após investigação da DIH. (Foto: Reprodução)
Um grupo criminoso suspeito de cometer diversos homicídios na região Sudoeste de Goiânia foi preso após investigação da DIH. (Foto: Reprodução)

Um grupo criminoso suspeito de cometer diversos homicídios na região Sudoeste de Goiânia foi preso após operação da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH). Ao todo, sete pessoas foram detidas. Elas são suspeitas de serem responsáveis por cinco assassinatos na capital.

Segundo informações preliminares da corporação, a organização criminosa agia como tribunal do crime, em que a ordem para cometer os homicídios partia de dentro do sistema prisional. A execução ficava a cargo dos demais integrantes soltos que recebiam as ordens.

Depois de receberem a ordem para matar, o grupo saía à procura dos alvos com violência. Os membros do grupo executavam as vítimas como forma de vingança. A organização criminosa era temida principalmente na região do Residencial Real Conquista e Residencial Itaipu. No entanto, o grupo não ficava restrito apenas a estes setores e cometia os crimes em outros bairros de Goiânia.

Em um dos assassinatos a vítima identificada como Ednaldo José Santos do Nascimento, vulgo “Naldinho”, foi assassinada com mais de 70 disparos de arma de fogo. Nesta ação participaram três executores: Denilson Ferreira da Costa, vulgo “Bagdá”, Leandro Marcos Gomes Pereira, vulgo “Cota” e Douglas Alves dos Santos, vulgo “Fumaça”.

Mais informações acerca da investigação e prisões serão repassadas à imprensa na manhã desta terça-feira (24).