Do Mais Goiás

Preso grupo suspeito de usar contas de terceiros para receber dinheiro de golpes

Grupo era responsável por convencer pessoas a venderem ou alugarem as contas bancárias

A Polícia prendeu suspeitos de aliciarem pessoas para venderem ou alugarem as contas bancárias para recebimento de dinheiro de golpe
A Polícia prendeu suspeitos de aliciarem pessoas para venderem ou alugarem as contas bancárias para recebimento de dinheiro de golpe (Foto: Divulgação/PC)

A Polícia Civil prendeu quatro homens e uma mulher suspeitos de aliciarem pessoas para venderem ou alugarem as contas bancárias delas para recebimento de dinheiro oriundo do chamado ‘Golpe do Novo Número‘. O grupo foi detido em Senador Canedo e nos bairros Santa Genoveva II, Residencial Rio Araguaia e Estrela Dalva, em Goiânia.

De acordo com os investigadores, as prisões ocorreram do dia 26 ao dia 28 de maio deste ano. Com a autorização da Justiça, todos tiveram as contas bancárias bloqueadas. Os suspeitos ocupam o que a polícia chama de ‘segundo escalão do esquema criminoso’.

Ao locar ou comprar as contas bancárias de terceiros para realizarem a movimentação ilícita, o grupo oferecia uma quantia de dinheiro em troca.

Grupo era responsável por convencer pessoas a venderem ou alugarem as contas bancárias (Foto: Divulgação/PC)

O caso investiga o crime contra uma idosa de 74 anos, moradora de São Paulo. A vítima teve um prejuízo de R$ 144.7 mil. Segundo a corporação, pessoas da terceira idade são as principais vítimas de golpes pela internet, já que a grande maioria não tem ‘intimidade com o uso dos meios informáticos’.

Ao todo, o Grupo de Repressão a Estelionato e a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC) já prenderam dez pessoas envolvidas no delito. Elas deverão responder pelos delitos de estelionato majorado contra o idoso, associação criminosa e também lavagem de dinheiro.