Do Mais Goiás

Preso casal que sacou R$ 150 mil após furtar dados de clientes bancários

Após instalar cabo de internet em caixa eletrônico, Ricardo Lázaro Cardoso teria tido acesso à movimentação bancária de pelo menos 300 correntistas

Um casal foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (5), dentro de um banco na Avenida Goiás, no Centro de Goiânia, no momento em que a mulher tentava sacar, com documentos falsos, R$ 150 mil que haviam sido retirados de forma fraudulenta da conta de um correntista da agência. Um dia antes da prisão, segundo a polícia, Ricardo Lázaro Cardoso, de 44 anos, e Cristiane Bruno Aredes de Morais, de 43, conseguiram sacar R$ 150 mil furtados de outro cliente.

De acordo com o delegado Cássio Arantes Nascimento, chefe do Grupo de Investigação de Estelionato e Outras Fraudes (GREF), da Deic, Ricardo Lázaro, que já esteve preso por estelionato, instalou um cabo de internet no caixa eletrônico de uma agência bancária em Minas Gerais e conseguiu dados de pelo menos 300 clientes. “A partir de então, ele, que mora em Brasília, selecionou os clientes que tinham contas com mais dinheiro e veio à Goiânia junto com Cristiane para sacar os valores desviados”, relatou.

Em depoimento, Cristiane confessou o golpe e disse que conheceu Ricardo através de um anúncio publicado em redes sociais. Por se dispor a usar documentos falsos para sacar o dinheiro, ela receberia, segundo a polícia, 5% do valor apurado na fraude. Ao ser autuado mais uma vez por estelionato, Ricardo preferiu ficar em silêncio e guardar manifestação para o juízo.

O dinheiro sacado na última terça-feira, ainda de acordo com o delegado, já foi distribuído em várias outras contas, o que impede a polícia de recuperá-lo. Nesse caso, segundo Cássio Arantes, o prejuízo fica com o banco e não com o cliente. A suspeita é que Ricardo já tenha aplicado o mesmo golpe em outros Estados do Brasil, fato que será investigado a partir de agora.