Do Mais Goiás

Preso agente penitenciário suspeito de homicídio em Bar de Aragarças

Segundo a polícia, atirador foi ameaçado pela vítima “de forma exaltada” em razão de ciúmes. Homem responderá também por porte ilegal de arma de fogo; prisão preventiva foi decretada

Um agente penitenciário suspeito de homicídio em um bar foi preso na tarde de segunda-feira (2), em Aragarças. GFS está envolvido na morte de Alessandro Ferreira de Souza, 38, mais conhecido como Baleia. O crime ocorreu no último 4/5, depois de um desentendimento por ciúmes.

De acordo com relatos da Polícia Civil, a vítima teria ameaçado o suspeito de morte, depois que este ter, supostamente, presenteado a então namorada de Alessandro.

No dia do crime, Baleia chegou ao bar onde estava GFS e o ameaçou “de forma exaltada” e deixou o local. Mais tarde, Alessandro voltou e retomou as ameaças contra o agente, que sacou uma arma de fogo e efetuou um disparo que o levou a morte.

O delegado Ricardo Galvão declara que o suspeito se apresentou dois dias após a morte e confessou o crime. O detido, entretanto, afirmou desconhecer o motivo da desavença.

A apuração e o histórico conturbado de GFS estimularam a PC a representar pela prisão preventiva do suspeito, a qual foi decretada. Ele que também responderá por porte ilegal de arma de fogo, foi encaminhado à Unidade Prisional de Barra do Garças, onde exerce sua função.