Corrupção

Presidente do Bradesco é indiciado na Operação Zelotes

Luiz Trabuco e outras nove pessoas foram indiciados por crimes de corrupção, tráfico de influência, oganização criminosa e lavagem de dinheiro




O Ministério Público Federal no Distrito Federal recebeu nesta terça-feira (31) relatório da Polícia Federal que indicia o presidente do Bradesco, Luiz Trabuco, e outras nove pessoas no âmbito da Operação Zelotes, que investiga a venda de sentenças do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais(Carf). As informações são do Jornal Folha de São Paulo.

Outros dois executivos do banco também foram indiciados. Segundo a PF, o relatório aponta que envolvidos cometeram os crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Segundo o jornal, após a divulgação da notícia, as ações do banco chegaram a cair 5%. A PF suspeita que o banco tenha negociado a contratação de serviços de um escritório que atuava para corromper conselheiros do Carf e assim livrar ou atenuar multas no órgão.

Em nota, o Bradesco informou que não houve contratação dos serviços oferecido pelo grupo investigado e acrescenta que foi derrotado por 6 votos a 0 no julgamento do Carf.O Bradesco esclarece ainda que Trabuco não participou de qualquer reunião com o grupo citado. (Com informações do Jornal Folha de São Paulo)