Estadao Conteúdo

Presidente do Barcelona nega que chegada de Aguero é para convencer Messi a ficar

Os espanhóis esperam que Messi resolva sua situação antes do dia 13 de junho, data do início da Copa América

Foto: Divulgação/Barcelona

O Barcelona já está se reforçando para a temporada 2021-2022 e dois jogadores do Manchester City foram contratados nos últimos dias: o atacante argentino Sergio “Kun” Aguero e o zagueiro espanhol Eric García. Nesta terça-feira (1), o presidente Joan Laporta negou que a chegada do centroavante seja uma jogada para ajudar a convencer o craque Lionel Messi a renovar contrato

Contratamos Aguero porque é um jogador que queríamos e por ser excepcional. Pela sua qualidade e pela sua forma de jogar. Encaixa no nosso sistema. A contratação de Aguero é por ser Aguero. Queremos uma equipe muito competitiva. É a primeira de uma série de contratações que vamos realizar. É claro que queremos a continuidade de Messi”, assegurou o dirigente em uma entrevista coletiva.

Assim como fez na semana passada, Laporta confirmou que a assinatura de um novo contrato com Messi não está fechada. “A renovação de Messi não está pendente de auditoria. Já disse outro dia que estava correndo bem e esperamos que continue a progredir. Para esta operação em particular já tínhamos feito uma reserva e preparado uma estratégia”, revelou.

A expectativa é que o craque argentino acerte a sua renovação antes do início da Copa América, que está programada para o próximo dia 13. Caso o acordo seja finalizado, Messi deve atuar no Barcelona até 2023 antes de dar uma guinada em sua carreira e atuar na MLS (Major League Soccer) e morar com a família nos Estados Unidos. No entanto, o atleta deve seguir vinculado ao clube catalão atuando em outras funções.

Messi está em Buenos Aires com a seleção da Argentina para as partidas contra o Chile, nesta quinta-feira (3), em casa, e contra a Colômbia, no próximo dia 8, como visitante, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que será realizada no Catar.

Laporta também analisou o futuro do técnico holandês Ronald Koeman. “Iniciamos um período de reflexão. Pedi isso a ele (Koeman). Estamos em contato, tem contrato e a nossa vontade é de o respeitar durante este período de reflexão”, completou.