Lesão corporal

Presa mulher suspeita de queimar mão da filha com colher para repreendê-la, em Rio Verde

À Polícia, a mulher disse que a menina havia furtado R$ 50 de um primo. Queimadura, segundo ela, teve intenção educativa


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 17/02/2020 às 12:29:37

A Polícia Civil (PC) procura por um homem suspeito de tentar estuprar uma adolescente, de 14 anos, e roubar o celular da vítima, em Rio Verde. (Foto: Google Street View)
A Polícia Civil (PC) procura por um homem suspeito de tentar estuprar uma adolescente, de 14 anos, e roubar o celular da vítima, em Rio Verde. (Foto: Google Street View)

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, foi presa sob suspeita de queimar a mão da filha com uma colher, em Rio Verde. O motivo, segundo informou à Polícia Civil (PC), seria castigar a criança, de 10 anos, que teria furtado R$ 50 de um primo para comprar pulseiras de brinquedo.

No último sábado (15), após ter a mão queimada, a criança fugiu da casa onde mora e pediu ajuda para um vizinho, que acionou o Conselho Tutelar da região. A menina foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o caso foi repassado à PC.

Depois de ser acionada, a corporação foi até a casa da criança, onde prendeu a mãe dela, de 39 anos, em flagrante. De acordo com o delegado titular da regional Rio Verde, Carlos Roberto Batista, a mulher disse que a filha teria furtado dinheiro de um primo. Como forma de castigá-la e corrigi-la, a mãe esquentou uma colher e queimou a mão da menina.

O caso foi tratado inicialmente como lesão corporal, mas o delegado vai avaliar se a situação pode ser tratada como tortura. A corporação também investiga se há histórico de agressão. A menina foi encaminhada a um abrigo. A mãe dela foi detida, mas liberada após pagar fiança de R$ 1,4 mil.