Latrocínio

Presa dupla que invadiu casa e espancou morador até a morte durante assalto

Um dos suspeitos namorava a sobrinha da vítima, e entrou na casa porque sabia que o homem tinha um revólver e dinheiro no cofre


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 21/03/2019 às 19:05:36

Fernando e Luiz foram autuados em flagrante por latrocínio (Foto: Divulgação | PC)
Fernando e Luiz foram autuados em flagrante por latrocínio (Foto: Divulgação | PC)

Um crime covarde revoltou moradores do Residencial Forteville, em Goiânia. Após invadirem uma casa, três assaltantes amarraram e mataram, a pancadas, um morador do bairro, dentro da casa dele. Dois suspeitos foram presos ainda em flagrante, entre eles o namorado de uma sobrinha da vítima. Um terceiro acusado está foragido.

O corpo de Joaquim Ferreira da Silva, de 48 anos, foi encontrado amarrado com as mãos para trás, e vários hematomas, no final da noite da última quarta-feira (20). Após ouvir o relato de vizinhos, que contaram ter visto um dos assaltantes cortando parte da cerca elétrica da casa no final da tarde de ontem, a Polícia Civil (PC) prendeu Fernando Henrique Pereira da Silva, de 18 anos, que mora no mesmo bairro, e que namorava a sobrinha de Joaquim.

Na mesma região, foi preso Luiz Felipe Diniz Araújo, de 18 anos. Fernando e Luiz teriam entrado na casa para roubar dinheiro e revólver, junto com um terceiro adolescente. “O Fernando é namorado de uma sobrinha da vítima, ambos são usuários de drogas, e ele, sabendo que o Joaquim tinha uma arma dentro de casa, foi quem arquitetou tudo, e chamou o Luiz, e um outro adolescente, para praticar o assalto”, relatou a titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), Silvana Nunes.

Ainda de acordo com a delegada, a suspeita é que Joaquim Ferreira tenha ficado nervoso quando foi surpreendido dentro de casa, que não conseguiu fornecer aos assaltantes a senha do cofre onde estava guardado o revólver. “O que mais assusta é que os dois, agora presos, já possuem inúmeras passagens criminais quando eram menores de idade e ainda assim estavam nas ruas”, reclamou a titular da DIH.

Fernando e Luiz foram autuados em flagrante por latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O adolescente, que também participou do crime já foi identificado, mas está foragido. A polícia também ainda não encontrou a carteira e o celular roubados da vítima.

A suspeita é que Joaquim Ferreira tenha ficado nervoso quando foi surpreendido dentro de casa, que não conseguiu fornecer aos assaltantes a senha do cofre (Foto: Reprodução)