Do Mais Goiás

Prefeitura monitora estragos causados pela chuva em Goiânia

45 equipes de diferentes áreas já estão nas ruas para fazer o levantamento

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Goiânia deu início, no final da tarde desta quinta-feira (25), a uma força-tarefa de monitoramento para calcular e reparar os estragos causados pela forte chuva que caiu hoje sobre a cidade. De acordo com a prefeitura, 45 equipes de diferentes órgãos já estão nas ruas para fazer os levantamentos de perdas e reparos de curto prazo, como limpeza de bocas de lobo e manutenção de vias danificadas.

Ao todo são, 33 equipes da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg); 10 da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra) e duas da Defesa Civil. Essas últimas estão atuando em ocorrências de alagamentos e árvores caídas desde o início da tarde.

Conforme a prefeitura, a Seinfra faz o levantamento dos pontos que eventualmente necessitam de reparos, como o prolongamento da Marginal Botafogo, na altura do viaduto da Avenida Jamel Cecílio, no Jardim Goiás,  além da Vila Roriz e Rua da Divisa, no Setor Jaó. As equipes também fazem limpeza de bocas de lobo e manutenção de vias.

Já a Comurg atua na desobstrução de vias afetadas pela queda de nove árvores. O trabalho conta com apoio da Defesa Civil, que atende ocorrências no Setor Pedro Ludovico e Setor Marista.

A prefeitura informou que “o trabalho de manutenção e acompanhamento em toda a cidade é contínuo e que essas ações foram intensificadas nos últimos dias após o volume de chuvas ter atingido patamar histórico para o período na capital”.

Granizo e árvores caídas

A chuva chegou de forma avassaladora em Goiânia na tarde de hoje. Até por volta das 16h, a reportagem do Mais Goiás recebeu registros de chuva com vento forte e até granizo em várias regiões da capital. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil já foram acionados e atuam em ocorrências de alagamento e queda de árvores nos bairros Pedro Ludovico, Vila São João, Vila Redenção e setor Marista.

Na rua F4 da Vila Redenção, uma árvore acabou caindo em cima de uma residência. O mesmo ocorreu na rua 1024 do setor Pedro Ludovico, onde uma árvore caiu em cima de um carro que tinha um passageiro dentro, e na região do Hospital Lúcio Rebelo, na alameda Couto Magalhães, onde a árvore caiu no meio da rua impossibilitando o tráfego.

Há relatos também de alagamento na avenida 87, abaixo do Clube dos Sargentos, onde a água teria até encoberto alguns veículos estacionados na via. Além dele, um alagamento foi registrado na Vila São João, em Goiânia, contando com atuação do Corpo de Bombeiros.