Puama

Prefeitura inaugura ecopontos, via e novo trecho do Macambira Anicuns

A via, no Setor Faiçalville, demarca o começo do parque linear em implantação em Goiânia através do Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns




O prefeito Paulo Garcia inaugurou, na manhã deste sábado (29), a Alameda Professor Hélio França, no Setor Faiçalville. A via demarca o começo do parque linear em implantação em Goiânia através do Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns (Puama), projeto que saiu do papel nesta administração e que percorrerá 24 quilômetros de extensão, até a Avenida Goiás Norte, contando com dois parques ambientais anexos nos extremos do projeto. Um deles, o Parque Ambiental Macambira (PAM), com 25,5 hectares, já foi entregue pela gestão no ano passado. 

A Alameda Professor Hélio França custou R$ 648,8 mil e pertence ao primeiro bloco do parque, com estrutura que inclui 879 metros de pista de ciclismo e 851 metros de pista de caminhada, áreas de convivência, parquinhos infantis, drenagem, proteção da nascente do Córrego Macambira, paisagismo e a criação da Avenida Abaeté, importante ligação entre Aparecida de Goiânia e a Capital, com acesso para a Avenida Rio Verde.

Prefeito e equipe também estiveram no Parque de Vizinhança 2 (PV2) para inaugurar um dos ecopontos instalados no Macambira Anicuns (há outro ecoponto no PAM). O serviço permite à comunidade local a entrega voluntária de resíduos recicláveis. 

Segundo o prefeito, a área onde hoje há espaços de lazer e prática esportiva era um lixão a céu aberto e também tinha muitos registros de violência, situações superadas com a chegada do parque. ‘A pessoa tem a sensação de que o poder público está trabalhando por ela’, explica Paulo Garcia. 

Cada ecoponto tem custo de R$ 29,7 mil e possui 38,3 m³ com seis coletores para resíduos diversos (capacidade de 860 litros) e dois exclusivos para vidro (capacidade de 390 litros).

Outra inauguração foi mais um trecho que compõe a linearidade do parque, entre as avenidas Madri e Olavo Bilac, também no Faiçalville. O trecho beneficia a população com mais de um quilômetro de pistas de caminhada e ciclismo, além do padrão de infraestrutura presente em todo o percurso do Macambira Anicuns. Esta segunda parte teve custo total de R$ 6,6 milhões. O projeto, desenvolvido pela Prefeitura de Goiânia, tem parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).