Praça do Trabalhador

Prefeitura de Goiânia se reúne com feirantes e empresários para discutir reforma na Praça do Trabalhador

Obras devem ir de junho a novembro e está orçada em R$ 6,8 milhões


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 22/05/2019 às 22:07:47

(Foto: Paulo José/Prefeitura de Goiânia)
(Foto: Paulo José/Prefeitura de Goiânia)

A prefeitura de Goiânia e integrantes do comércio na reigão da Rua 44 se reuniram no final da tarde desta quarta-feira (22). O objetivo foi debater a reforma na Praça do Trabalhador, prevista para o início de junho, e suas implicações tanto para empresários quanto para feirantes.

A principal dúvida com é para onde irão os feirantes durante a realização da obra, cuja conclusão está prevista para novembro. De acordo com o secretário Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplanh), Henrique Alves, já existem algumas sugestões de local, mas ainda não é possível definir um prazo para bater o martelo na questão.

“Essa foi a primeira reunião”, disse o secretário. “Vamos continuar a discussão com todos os envolvidos. Várias opções estão sendo tratadas, como a Rua 44, a Avenida Contorno e o leito do BRT, por exemplo. Não temos com estabelecer um prazo, mas iremos nos reunir todos os dias, se for preciso”.

Henrique afirmou ainda que a reforma na Praça do Trabalhador é uma demanda antiga e tem o objetivo de dar mais conforto a comerciantes e clientes da região. “Queremos reorganizar o espaço para dar oportunidade às pessoas e torna-lo mais atrativos”, concluiu.

A obra

Orçada em R$ 6,8 milhões, a obra consiste na construção de um estacionamento para 1005 carros, 68 ônibus, motocicletas e bicicletas, três banheiros e um prédio para a administração.

De acordo com secretário de Infraestrutura, Dolzonan Matos, os 49 mil m² serão totalmente revitalizados e que o plano é começar o mais rápido possível. “Vamos aproveitar o período de estiagem. As obras devem começar já no começo de junho. Queremos entregar antes do Natal”, disse o secretário