Do Mais Goiás

Prefeito de Goiânia anuncia 100 novos leitos para pacientes com covid-19

Serão 50 leitos de UTI e 50 de enfermaria, todos destinados a pacientes com covid

Foto: Jucimar de Sousa

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), anunciou nesta quarta-feira (3) a implantação de 100 novos leitos para tratamento de pacientes com covid-19 na capital. São 50 leitos de enfermaria e 50 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) que, conforme o gestor, serão disponibilizados gradativamente a partir da próxima segunda-feira (8), no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG).

Os novos leitos, segundo o prefeito, são fruto de um convênio entre a Prefeitura de Goiânia e a Fundação de Apoio ao Hospital das Clínicas (Fundahc) da UFG. Ao lado do secretário de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso, Cruz explicou que a abertura dos leitos ocorrerá de forma gradativa para que a prefeitura, em parceria com o HC-UFG, tenham tempo de disponibilizar as equipes necessárias para o atendimento de pacientes.

Em coletiva de imprensa realizada no HC-UFG, o prefeito comemorou a abertura dos novos leitos. “Pra mim é uma grande alegria poder fazer parte deste momento, uma vez que nós assumimos [a prefeitura], em 1º de janeiro, com 136 leitos de UTI e somente hoje estamos abrindo mais 50 leitos”, declarou.

Contudo, o prefeito destacou que somente a implantação de novos leitos não é suficiente para combater a pandemia do novo coronavírus, que só em Goiânia já fez quase 2,7 mil vítimas fatais. ““Nunca é tarde lembrar que essa segunda onda está muito forte e temos que nos cuidar sempre quanto ao uso de máscaras, lavar frequentemente as mãos, usar o álcool em gel, além de respeitar o distanciamento social e somente sair de casa se for mesmo necessário”, alertou.

A taxa de ocupação de UTI em Goiânia, hoje, é de 89% e enfermaria, 91%. Com os novos, Goiânia passará a ter 298 leitos de UTI e 211 de enfermaria destinados a pacientes com covid-19.