Conversa Franca

“Precisamos de punições mais verdadeiras para os crimes contra a mulher” , diz drª Cristina Lopes

A vereadora e fisioterapeuta drª Cristina Lopes (PSDB) concedeu entrevista para o "Conversa Franca" do Mais Goiás e contou sua história de dor e luta no combate à violência contra as mulheres


Altemar Santos
Do Mais Goiás | Em: 14/03/2018 às 15:29:02

(Foto: Mais Goiás)
(Foto: Mais Goiás)

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, a vereadora e fisioterapeuta drº Cristina Lopes (PSDB) concedeu entrevista para o quadro Conversa Franca do Mais Goiás e contou sua história de dor e luta no combate à violência contra as mulheres.

Drª Cristina Lopes foi vítima de uma tentativa de homicídio do ex-namorado, em 1986. Na ocasião, o homem ateou fogo em Cristina, que ficou com 85% do corpo queimado e chegou a ser desenganada pelos médicos.

O caso gerou repercussão internacional e, três anos depois, em um julgamento histórico, o agressor foi condenado a 13 anos e 10 meses de prisão. Foi a primeira vez que um homem foi condenado por tentar matar uma mulher no Brasil.

O julgamento do agressor de Cristina é considerado um marco no combate à violência contra a mulher no país e serviu de jurisprudência para casos semelhantes. A Lei Maria da Penha só foi promulgada em 2006 e a do Feminicídio em 2015.

Na entrevista, Cristina ressalta que, apesar das legislações avançarem na punição dos agressores, a violência contra elas persite. “Hoje é inacacreditável o que a mulher está vivendo. É violência física, sexual, psicológica, patrimonial”, frisa.