MINAS GERAIS

Pré-candidato a vereador é morto por secretário municipal, irmão do prefeito

Cidade de 100 mil habitantes, Patrocínio não tem histórico de violência envolvendo política


Agência O Globo
Agência O Globo
Do Agência O Globo | Em: 25/09/2020 às 14:46:44

Pré-candidato Cássio Remis assassinado nesta quinta-feira Foto: Reprodução/Instagram
Pré-candidato Cássio Remis assassinado nesta quinta-feira Foto: Reprodução/Instagram

O pré-candidato a vereador de Patrocínio, em Minas Gerais, Cássio Remis (PSDB), foi assassinado, nesta quinta-feira, pelo secretário de obras do município, Jorge Marra. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o secretário, que é irmão do prefeito Deiró Marra (DEM), atira na vítima no estacionamento da secretaria.

O desentendimento começou ainda de manhã, quando Jorge Marra interrompeu uma transmissão ao vivo do pré-candidato e tomou seu celular à força. Remis teria ido à secretaria municipal recuperar o objeto.

Durante a live, ele denunciou uma obra da prefeitura na calçada do imóvel onde seria instalado o comitê eleitoral de Deiró Marra, que concorre à reeleição.

Em uma publicação em suas redes sociais, o prefeito chama o crime de tragédia, externa condolências à família de Cássio Remis e comunica que decretou luto de três dias no município. Ele também exonerou o irmão do cargo de secretário de obras.

‘O que aconteceu é uma tragédia e não terá nunca minha aprovação’, escreveu.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, Jorge Marra está foragido, mas já foram localizados a arma do crime e o carro usado na fuga na cidade de Perdizes, a 50 km do município. A perícia constatou que Remis foi atingido por cinco tiros, sendo dois no rosto, à curta distância.

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), lamentou o crime em seu Twitter.

‘É inadmissível que o ambiente político se transforme nisso. É preciso ter tolerância. Minha solidariedade à família dele. E para criminosos que agem com brutalidade: o rigor da lei e cadeia’, publicou.