Projeto

Pré-candidata à presidência poderá receber título de cidadã goianiense da Câmara Municipal

Iniciativa de vereador do Pros ocorre na mesma semana em que o também pré-candidato ao planalto e anapolino Henrique Meirelles foi contemplado com titulação


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 27/04/2018 às 12:52:00

Segundo o vereador, deputada do Rio Grande do Sul já fez mais pelos goianos que outros políticos contemplados com a honraria, como o prefeito de São Paulo João Dória (PSDB)
Segundo o vereador, deputada do Rio Grande do Sul já fez mais pelos goianos que outros políticos contemplados com a honraria, como o prefeito de São Paulo João Dória (PSDB)

Após homenagear o anapolino e pré-candidato à Presidência da República pelo MDB, Henrique Meirelles, na quinta-feira (26), a Câmara poderá conceder título honorífico de cidadã goianiense à também pré-candidata ao planalto e atual deputada estadual no Rio Grande do Sul Manuela D’Ávila (PCdoB). A proposta, de iniciativa do vereador do Pros Vinícius Cirqueira, tem o objetivo de reconhecer os “relevantes serviços prestados em favor da população”. Segundo o parlamentar, a recomendação se justifica pela atuação nacional de Manuela quando era deputada federal, entre os anos de 2017 e 2015.

“Ela é autora da Lei do Estágio, que beneficia estudantes de todo o Brasil, inclusive de Goiânia, em inserção no mercado de trabalho. Só aqui na Câmara, mais de 400 estagiários são beneficiados por essa inciativa.  Ela também foi relatora do Estatuto da Juventude e, nessa função, veio à Goiânia para promover audiências públicas na UFG, no Colégio Lyceu e também nesta casa para ouvir a juventude e fazer seu relatório”.

Cirqueira ainda salienta que não defende os mesmos ideias apregoados por Manuela, que é comunista, mas como mulher. “Ela foi a deputada mais votada em 2010, foi candidata a prefeita, é uma pessoa que empodera e incentiva mulheres a participarem da vida política. Aqui em Goiânia precisamos de mais pessoas assim, por que são apenas 5 vereadoras entre mais de 30 homens. Ninguém seria contra a iniciativa se ela fosse uma partidária liberal. Acho a indicação dela mais importante que a do prefeito de São Paulo João Dória  e da também jornalista Rachel Sheherazade, ambos homenageados por esta cas”, declara.

Questionado pelo Mais Goiás se a proposta pode ser interpretada como uma tentativa de dar visibilidade à pré-candidata à presidência em ano eleitoral, Vínícius afirma que essa não é a intenção.  Para ele, participar de um pleito como esse,  é um ato de coragem. “Além disso, ela possui uma história aqui. Agora, não sou do partido dela, minha sigla não tem aliança nacional com o PCdoB e eu nem vou apoiá-la nessas eleições. A votação dessa matéria pode nem ocorrer este ano, depende de tramitação, então não acho que o assunto pode ser relacionado com uma suposta intenção de alavancar a candidatura dela aqui”, reforça.

Conforme expõe Cirqueira, o projeto de decreto legislativo em questão possui uma justificativa de quatro páginas. O Mais Goiás, aguarda envio do documento, o qual será disponibilizado na íntegra nesta matéria.

Breve histórico

Nascida em Porto Alegre (RS), Manuela tem 36 anos de idade e é formada em Jornalismo. Começou na vida pública em 2004, quando foi eleita, aos 23, a mais jovem vereadora a ingressar a Câmara da referida cidade. Ela também foi a candidata mais votada em 2010 quando concorreu e foi eleita à Câmara dos Deputados. Em 2014, foi eleita deputada estadual em sua unidade federativa original e atualmente é pré-candidata à presidência pelo PCdoB.