Tradição

Praça Cívica recebe iluminação para a 20ª edição do Show de Natal

Segundo a OVG, devido ao tombamento patrimonial, local terá decoração mais "enxuta" este ano para atender as novas regras de uso


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 22/11/2018 às 06:00:26

Natal na praça (Foto: Vinícius Schmidit)
Natal na praça (Foto: Vinícius Schmidit)

O Show de Natal da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), realizado todos os anos na Praça Cívica, teve que enfrentar várias mudanças para acontecer esse ano. O local, tombado como patrimônio histórico em 2003, foi revitalizado em 2017 e recebeu novas regras para uso. Por esse motivo, o processo de montagem da 20ª edição do tradicional Natal da Praça demorou para iniciar. A inauguração está prevista para 30 de novembro.

Na manhã desta quarta-feira (21), a praça começou a receber os itens de iluminação. Segundo a diretora geral da OVG, Idelma Rodrigues, a organização teve que adequar algumas das atrações e decorações para respeitar as exigências feitas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“Nós mudamos o tema do nosso projeto. Inicialmente a temática seria o Reino do Noel. Seriam montado um castelo e toda uma estrutura para abrigar a decoração no local tradicional onde realizamos o Natal lá na prala. Mas tivemos que alterar para não provocarmos danos no local. Fizemos várias tentativas junto ao Iphan, mas não recebemos autorização para a montagem da tenda e do castelo”, disse Idelma.

De acordo com a diretora da OVG, todo ano a organização monta uma tenda para abrigar da chuva e do sol a casinha do Papai Noel, o presépio e as atrações. Este ano eles tiveram que levar essa estrutura para a frente do Palácio das Esmeraldas e reduzir a dimensão das decorações. Segundo ela, as alterações foram feitas para não ter o risco de danificar a praça.

“Com essa mudança, a gente vai priorizar a frente do palácio. Vamos manter a tradicional casa do Papai Noel para as crianças tirarem fotos com o Bom Velhinho. Vamos decorar as árvores da praça, colocar o pula-pula e um brinquedo inflável. Ou seja, a mesma versão do natal passado, mas de uma forma mais enxuta, respeitando a tradição de inspirar os goianos com o espírito do natal e trazendo mais alegria às nossas crianças”, explica.

Ainda de acordo com Idelma, toda a decoração utilizada este ano é um reaproveitamento do material utilizado no ano anterior. “O nosso arquiteto está quebrando a cabeça tentando adequar a estrutura, reinventar a decoração para disponibilizar a decoração e as atrações ao público. Nós colocamos as tendas onde ficarão abrigados o presépio e a casa do Papai Noel. E hoje nós vamos iniciar a montagem da iluminação”.

Segundo informações da OVG, já foram confirmadas três apresentações do coral do Gustav Ritter. A primeira será realizada no dia da inauguração e as outras duas ainda não tem data definida devido ao período chuvoso.

“Nós temos uma grande preocupação em abrigar essas atrações da chuva e por isso estamos estudando quais seriam as melhores datas para as outras apresentações. Estamos estudando a possibilidade de levar também a orquestra do Basileu França, mas ainda não está definido”, explica.

Entrega de brinquedos

Este ano, a tradicional distribuição de brinquedos para as crianças também terá mudanças. A ação era realizada sempre em um único dia e apenas no Ginásio Goiânia Arena, mas este ano, tentando democratizar a entrega em Goiânia, a OVG realizará 12 eventos ao longo do mês de dezembro em vários bairros da capital para levar os brinquedos até aquelas crianças que não tiverem condições de ir até o ginásio no final de semana que antecede o Natal.

“Optamos por democratizar essa distribuição para que o brinquedo chegue de uma forma mais fácil até às crianças. É uma forma de facilitar a vida dos pais que, às vezes, não tinham condições de ir até o local fazer essa retirada”, explica a diretora.

Segundo Idelma, os brinquedos também serão entregues às crianças dos municípios do interior. A entrega ocorrerá normalmente em espaços abertos ao público ao longo do mês de dezembro. Nesta edição, a organização do evento adquiriu 600 mil brinquedos da própria indústria nacional para atender as crianças de todos os 246 municípios goianos. Serão distribuídos oito tipos de brinquedos: caminhões, bonecas, bolas de vôlei, bolas de futebol, quebra-cabeças, jogos de adivinhação para a família, kit de chá e bola de encaixe para bebês.

Polêmica das bonecas

Ano passado, a OVG enfrentou uma forte crítica de muitos pais e também de alguns deputados alegando que todas as bonecas estariam vestidas do mesmo modo, mas possuíam simulações de órgãos sexuais de ambos os sexos, o que foi interpretado pelos parlamentares e por alguns pais como “ideologia de gênero”. Na ocasião, a organização disse que os brinquedos que foram distribuídos respeitando rigorosamente os padrões estabelecidos pelos órgãos reguladores.

Idelma esclarece que este ano a OVG teve cautela em relação a escolha dos brinquedos, buscando respeitar a opinião de todos.

“Ano passado houve uma supervalorização de alguns itens que são bem polêmicos. Como a boquinha do bebezinho era bem rosada, muitos achavam que se tratava de uma menina, mas quando abriam a roupinha viam que era menino. Isso causou uma certa confusão na época, mas nós lidamos muito bem com a situação. Este ano, buscando respeitar e democratizar esses brinquedos, fizemos escolhas que atendam a todas as pessoas e que não desrespeitassem a sociedade”, explica.

A diretora da OVG ainda destaca que o objetivo da ação é levar mais felicidade às crianças, principalmente as de baixa renda. “Muitas não têm condições de irem aos shoppings da cidade ver as decorações. É para essas crianças que nós realizamos essa ação há mais de 20 anos. A nossa expectativa é de receber em torno de 4 a 5 mil pessoas por dia na Praça Cívica. É uma decoração bem atrativa, um clima bem aconchegante. Queremos desarmar o espírito do povo para sentirem o Natal. Queremos reunir as famílias, trazer mais alegria a todos”,

A casa do Papai Noel ficará aberta ao público de 30 de novembro a 25 de dezembro, das 18 às 23 horas, de segunda à domingo, com apresentações, pula-pula e um brinquedo inflável. A decoração da praça permanece até 7 de janeiro de 2019.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo