Francisco Costa
Do Mais Goiás

Possível migração de prefeitos do MDB para o DEM não preocupa Daniel Vilela

Segundo ele, os eleitos pela legenda são "pessoas comprometidas, na grande maioria, de amizade e lealdade"

PP, MDB, Patriotas e PSL podem compor
PP, MDB, Patriotas e PSL podem compor "blocão" em 2022 (Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás)

Para o presidente do MDB em Goiás Daniel Vilela, a saída de prefeitos emedebistas da sigla para o DEM não preocupa. Segundo ele, os eleitos pela legenda são “pessoas comprometidas, na grande maioria, de amizade e lealdade”.

Estamos tranquilos. Não nos prejudica e nem nos preocupa”, disse o emedebista em coletiva, nesta segunda-feira (22), durante lançamento do programa Renda Família, um auxílio de R$ 300 a famílias vulneráveis de Goiânia.

Na eleição de 2020, o MDB elegeu 30 prefeitos em Goiás. O DEM, por sua vez, teve 62 gestores aclamados nas urnas.

Recentemente, muito tem se falado em migrações de prefeitos para o DEM, não só do MDB, mas de outras siglas. Alguns, inclusive, já se filiaram.

Renda Família

Na ocasião do lançamento do programa Renda Família, programa prometido pelo prefeito eleito Maguito Vilela (MDB) ainda na campanha, Daniel se emocionou. Segundo ele, o sentimento foi de realização.

“Quem está na vida pública para promover melhoras na vida das pessoas, fica realizado com momentos como esse. É um projeto com a cara do grupo político que ganhou as eleições. Um sonho realizado que tem a cara dessa administração.”

Vale destacar, os pagamentos dos R$ 300 para beneficiários do Renda Família, de Goiânia, devem ser iniciados a partir do dia 2 de março. A garantia é do prefeito Rogério Cruz (Republicanos). Os primeiros cartões serão entregues nas mãos de mulheres chefes de família. O cadastro pode ser feito no site da prefeitura.