FolhaPress

Portugal mantém restrições a voos do Brasil até 16 de maio

Quem entra no país precisa ficar em quarentena por 14 dias, segundo a Reuters

Voos de Portugal ao Brasil estão restringidos (Foto: Divulgação)
Voos de Portugal ao Brasil estão restringidos (Foto: Divulgação)

Portugal decidiu estender até 16 de maio as restrições aos voos de viagens não essenciais a partir de países como o Brasil, com altas taxas de incidência de coronavírus, e acrescentou a Índia à lista devido ao rápido aumento de infecções naquele país.

Viajantes de países onde 500 ou mais casos por 100.000 pessoas foram notificados ao longo de um período de 14 dias —que também inclui África do Sul, França e Holanda— só podem entrar em Portugal se tiverem um motivo válido, como para trabalho ou saúde, o governo disse neste sábado (1º).

Quem entra no país precisa ficar em quarentena por 14 dias.

Portugal disse que pessoas de países onde a taxa de incidência é de 150 ou mais casos de Covid-19 por 100.000 habitantes, como Espanha e Alemanha, também podem viajar de avião para o país apenas por motivos essenciais. Terão de apresentar prova de resultado negativo no teste Covid-19 nas 72 horas anteriores à partida para Portugal. Quem não tiver o exame terá que fazê-lo na chegada e aguardar o resultado no aeroporto.

A extensão das restrições às viagens aéreas veio no mesmo dia em que a maior parte de Portugal passou para a fase final de uma flexibilização gradual das regras impostas em janeiro para enfrentar o que foi então o pior aumento de coronavírus do mundo.

Como as infecções caíram drasticamente, as restrições começaram a ser atenuadas em meados de março. Escolas, restaurantes e cafés, shoppings, museus e outros serviços não essenciais foram reabertos desde então, mas sob regras rígidas para reduzir o risco de contágio.

A fronteira terrestre de 1.200 km de Portugal com a Espanha também foi reaberta neste sábado, após mais de três meses de restrições e controles de fronteira.