Protesto

“População está anestesiada”, diz servidora sobre Previdência em ato de defesa do INSS

Manifestação na Praça do Bandeirante marca os 97 anos da Previdência Social pública no Brasil

Cidades

Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 24/01/2020 às 12:16:13

(Foto: Divulgação/SINT-IFESgo)
(Foto: Divulgação/SINT-IFESgo)

Trabalhadores realizaram na manhã desta sexta-feira (24) um um ato em defesa do INSS, na Praça do Bandeirante, em Goiânia. A data foi escolhida em razão do Dia do Aposentado, celebrado neste dia. O protesto começou por volta de 9h, e, no início, já contava com cerca de 100 pessoas, entre representantes das entidades e populares.

O objetivo da manifestação é chamar a atenção da população para os 97 anos da Previdência Social pública no Brasil. Além disso, há o intuito de alertar as pessoas “sobre os prejuízos sofridos pelos brasileiros com a Reforma da Previdência”, conforme explica o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior (SINT-IFESgo), Fernando Mota.

Neuza Dias da Costa participou da manifestação e contou à reportagem sobre sua apreensão em relação à aposentadoria. Ela completa 50 anos de idade no mês de junho e está há 27 anos no serviço público: “Vim porque tenho algumas dúvidas em relação à minha aposentadoria, pela antiga regra, eu poderia dar entrada no processo já em julho, agora, com a reforma, não sei como vai ficar minha situação”.

Sobre o ato na Praça do Bandeirante, Neuza pontuou: “Falta conscientização por parte da população, o governo cria regras e as pessoas não contestam, a população está anestesiada. O governo manipula de tal forma, que alguns acreditam que é o servidor público que onera o Estado e não é isso o que acontece de fato”.

Além das orientações oferecidas no local, o ato teve também apresentações artísticas, além da distribuição de bolo.