SAÚDE

Policlínica do governo em Goianésia deve chegar a sete mil consultas mensais

Caiado inaugura complexo na terça-feira. É a segunda policlínica a ser inaugurada na atual gestão


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 10/01/2021 às 13:33:50

Policlínica de Goianésia, a ser inaugurada na terça-feira (Foto: Governo de Goiás)
Policlínica de Goianésia, a ser inaugurada na terça-feira (Foto: Governo de Goiás)

O governador Ronaldo Caiado (DEM) inaugura, na próxima terça-feira (12), a segunda policlínica da atual gestão, em Goianésia. De acordo com a Secretaria de Saúde, o complexo tem capacidade para a realização de sete mil consultas mensais em 18 especialidades médicas diferentes. A solenidade acontece às 8 horas.

A obra custou R$ 9,4 milhões e o dinheiro saiu do Tesouro Estadual. Além das 18 especialidades médicas, a policlínica está apta a realizar 20 tipos diferentes de exame. O governo afirma que a intenção é contemplar 60 municípios da região do Vale do São Patrício e que o projeto está inserido no plano de descentralizar a saúde pública em Goiás.

O local está equipado para realizar pequenas cirurgias e tratamentos variados com psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, fonoaudiólogos e outros profissionais da saúde. A área construída é de 3,7 mil metros quadrados e conta com recepção, salas de espera, consultórios, salas de exames, posto de coleta do laboratório, farmácia, posto de enfermagem, central de esterilização de material, além de espaço administrativo.

Também faz parte da estrutura da policlínica uma carreta que vai percorrer municípios da região para fazer exames preventivos de câncer de colo de útero e de mama.

A policlínica de Goianésia entrou em funcionamento no primeiro dia útil de 2021. O atendimento ambulatorial funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. A primeira do governo Caiado abriu as portas em 2020, no município de Posse, nordeste goiano. Há unidades em construção nos municípios de Quirinópolis, Formosa, cidade de Goiás e São Luís de Montes Belos.