Do Mais Goiás

Policial pisa no pescoço de mulher negra durante abordagem em bar de SP; vídeo

Caso aconteceu no dia 30 de maio após confusão em um bar no qual a mulher é proprietária; agressão foi registrada em vídeo

A Polícia Civil de São Paulo indiciou por abuso de autoridade o policial João Paulo Servato, filmado pisando no pescoço de uma mulher negra. (Foto: Reprodução)
Abordagem ocorreu em maio do ano passado. PM já havia sido indiciado por abuso de autoridade (Foto: reprodução/ Globo)

Um Policial Militar (PM) foi flagrado pisando no pescoço de uma mulher negra para imobilizá-la, em Parelheiros, na zona Sul de São Paulo. Viúva, com cinco filhos e dois netos, a mulher de 51 anos, é uma comerciante que vive de um pequeno bar na capital paulista. A violência foi registrada em vídeo após uma confusão ocorrida no local, no dia 30 de maio. Policiais afirmam que estavam se defendendo após serem atacados com uma barra de ferro.

Um cliente teria estacionado o veículo com som alto durante a pandemia do novo coronavírus, e a mulher teria tentado impedir que os policiais batessem mais no homem, que, segundo ela, já estava desfalecido e tinha tomado joelhadas no rosto.

Nesse momento, outro policial armado teria se aproximado da mulher e empurrado-a contra uma grade. De acordo com a vítima, o PM deu três socos e a derrubou com uma rasteira. Com a queda, a mulher afirma ter fraturado a tíbia.

O vídeo não mostra essa parte do ocorrido, mas, na sequência, a mulher aparece deitada de bruços, no meio-fio, ao lado de um carro, com o PM pisando em seu pescoço. Ele chega a apoiar todo o peso do corpo sobre a vítima.

Depois, o policial algema a mulher e a arrasta até a calçada. “Quanto mais eu me debatia, mais ele apertava a botina no meu pescoço”, relatou a comerciante a uma reportagem de TV.

Os policiais, por sua vez, alegaram que foram atacados com uma barra de ferro, e que estariam, portanto, se defendendo. A mulher nega.

*Com informações do Fantástico e G1 nacional