Cidades

Policial da rotam é morto durante tentativa de assalto em Aparecida de Goiânia

O sargento José Pereira, 44 anos, levava a esposa para o trabalho quando foi surpreendido pelos criminosos. Ele reagiu a tentativa de assalto e foi baleado


Kayque Juliano

Do Mais Goiás | Em: 17/04/2019 às 08:20:17


Sargento José Pereira, morto durante uma tentativa de assalto em Aparecida de Goiânia(Foto: Reprodução)
Sargento José Pereira, morto durante uma tentativa de assalto em Aparecida de Goiânia(Foto: Reprodução)

O sargento da Rotam, José Pereira, de 44 anos, foi morto após ser baleado durante uma tentativa de assalto, na manhã desta quarta-feira (17), em Aparecida de Goiânia. Um dos criminosos teria sido baleado durante a troca de tiros.

Segundo informações preliminares, o policial, que entraria de serviço na manhã desta quarta-feira (17), levava a namorada para o trabalho em uma motocicleta, quando foi surpreendido por dois criminosos que aproximaram em duas motos, no Setor Chácara São Pedro. “As informações que apuramos até agora é que eles chegaram já com a arma em punho e anunciaram o assalto”, relata o delegado Álvaro Melo.

O policial reagiu a tentativa de assalto e foi baleado por um tiro no rosto.  A namorada dele não ficou ferida. Durante a troca de tiros, um dos assaltantes teria sido baleado e o comparsa preso em Hidrolândia.

Imagens de câmeras de monitoramento flagraram toda a ação. Nas imagens, é possível observar o momento em que os assaltantes fecham a moto do policial. Em seguida, a motocicleta do sargento e de um dos suspeitos cai no asfalto.

Agentes do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) compareceram no local parar apurar todas as informações e investigar o caso. “Até o momento o caso é tratado como uma tentativa de assalto, contudo, a Polícia Civil não descarta nenhuma possibilidade de execução. Vamos apurar todas as informações para elucidar o caso”, explica o o delegado Álvaro Melo.

O corpo do policial ainda está no local do fato onde é realizado a perícia. Posteriormente, o mesmo será levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia. O Mais Goiás entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), mas as ligações não foram atendidas.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em