Cidades

Policiais militares auxiliam realização de parto dentro de carro, em Goiânia

Mãe e bebê, do sexo feminino, foram levadas ao Hospital Santa Casa de Misericórdia e passam bem


Thiago Burigato

Do Mais Goiás | Em: 08/06/2017 às 09:46:31


Sargento Machado teve as honras de cortar o cordão umbilical (Foto: Reprodução/PM)
Sargento Machado teve as honras de cortar o cordão umbilical (Foto: Reprodução/PM)

Dois policiais militares atenderam a uma “ocorrência” inédita para eles na noite desta quarta-feira (7), em Goiânia. O sargento Machado e o subtenente Quintanilha realizaram, dentro de um carro, o parto de uma jovem que deu à luz a uma menininha.

O sargento Machado conta que ele e o subtenente estavam em patrulhamento pela Avenida Castelo Branco, no Setor Coimbra, por volta das 21h30, quando foram chamados pelo sogro da parturiente para auxiliar o nascimento da bebê. “Ele estava bastante nervoso e pediu socorro, para que a gente fosse ajudar”, relata.

Quando chegaram ao veículo onde a mulher estava, constataram que a criança estava prestes a nascer. Parte da cabeça da criança já estava visível.

Sem experiência em realização de partos, o sargento Machado conta que pediu ajuda divina para conseguir fazer o trabalho, ainda dentro do carro. “Foi a primeira vez que fiz isso. Na hora eu falei ‘Deus, me dá forças’”, afirmou aos risos. O sargento não soube precisar o tempo que o parto durou, mas, levando em conta toda a apreensão da situação, para ele foi um trabalho bastante demorado.

O serviço de Machado não terminou quando a menina nasceu. Foi o próprio militar quem dirigiu a nova mamãe e a bebê para o Hospital Santa Casa de Misericórdia. Lá, ele teve as honras de cortar o cordão umbilical. A menina, batizada Glória, nasceu com 2,5 quilos.

“Foi algo atípico para a gente. Nunca tinha feito isso”, comentou o sargento. “É uma emoção muito grande ajudar a trazer alguém à vida”, completou.

Subtenente Quintanilha e sargento Machado com a sua gandola em mãos, usada para manter a criança aquecida até que ela chegasse ao hospital (Foto: PM)