Do Mais Goiás

Polícia reforça busca por autor de chacina em Ceilândia (DF) foragido há cinco dias

Homem matou família em Ceilândia e baleou três pessoas, em Cocalzinho de Goiás

Polícia reforça busca por autor de chacina em Ceilândia (DF) foragido há cinco dias
Suspeito de matar família em Ceilândia atira contra trio em Cocalzinho (Foto: Reprodução)

Lázaro Barbosa de Sousa, 33 anos, suspeito de matar os empresários Cláudio Vidal, 48, a esposa dele, Cleonice Marques, 43, e os filhos do casal, Gustavo e Eduardo Marques Vidal, 21 e 15, na última quarta (9), em Ceilândia (DF), invadiu, na noite de sábado (12), uma casa na zona rural de Cocalzinho de Goiás e baleou três pessoas. Segundo informações do sargento Almeida, da Polícia Militar, ele roubou duas armas de fogo, munições e trocou tiros com a polícia. No momento, ele está foragido.

Ainda segundo o policial militar, dois dos feridos foi transferido para o Hospital de Anápolis. Todos estão vivos e não correm risco de morte, ele informou. Os policiais montaram pontos de bloqueio na BR-070 e BR-414 para tentar capturar o suspeito.

Destaca-se que, antes do ataque à fazenda, onde baleou três pessoas, o homem esteve em uma propriedade vizinha, por volta das 13h de sábado. Segundo um áudio do proprietário, que o Mais Goiás teve acesso, ele quebrou portas e janelas no local, além de atacar e raptar o caseiro. Contudo, o refém foi liberado no mesmo dia, após a troca de tiros com a polícia, e está bem, disse o proprietário. A informação foi confirmada pelo PM.

Vítima

Ao Correio Braziliense, uma das vítimas baleadas – identificada apenas como Thiago –, disse que Lázaro chegou atirando, quando invadiu à chácara, que fica perto da Lagoa Samuel, em Cocalzinho. Ele é amigo dos outros dois, proprietários do local.

“Estávamos conversando, quando ele chegou invadindo, por volta das 19h, e atirando. Meus dois amigos ficaram muito feridos e eu fui baleado na perna”, disse.

Ceilândia

No último dia 9, em uma chácara em Ceilândia, Lázaro matou Cláudio Vidal, os dois filhos a facadas, e sequestrou a mulher, Cleonice Marques. Ela foi localizada, já sem vida, no começo da tarde de sábado, a cerca de 8 km do local onde morava, em um córrego do Sol Nascente.

Moradores e familiares se mobilizaram, na manhã de sábado, para realizar as buscas. O corpo, nu e de bruços, foi encontrado por volta das 12h.

Suposto esconderijo de Lázaro, próximo onde Cleonice foi encontrada (Foto: Reprodução)

Lázaro já tinha passagem por estupros, roubos e homicídio. Segundo o sargento Almeida, ele estava preso e fugiu. Ele não soube informar ao certo a última penitenciária em que o suspeito estava. Antes disso, ele ficou detido no Complexo Penitenciário da Papuda.