ENTORNO DO DF

Polícia procura corpo de bebê de 4 meses enterrado pelos pais em Novo Gama

A hipótese mais trabalhada pela corporação até agora é a de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) com ocultação de cadáver.


Ton Paulo
Do Mais Goiás | Em: 09/09/2020 às 18:20:30

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Os policiais civis da delegacia de Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, investigam a morte e o paradeiro do corpo de um bebê de apenas 4 meses que teria vindo a óbito após a mãe, adormecida, ter rolado para cima dele. Após a morte do bebê, os pais teriam enterrado o corpo em local ainda desconhecido pelos investigadores. O casal foi preso na última terça-feira, 8.

O crime ocorreu em março deste ano, em Novo Gama, mas só chegou ao conhecimento da Polícia Civil há cerca de duas semanas, através de uma denúncia anônima. De acordo com informações do delegado Danillo Martins, que conduz as investigações, a hipótese mais consistente é a de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) com ocultação de cadáver.

De acordo com o delegado, ainda não é possível precisar o dia exato da morte do bebê, uma vez que os pais, um homem de 20 anos e uma adolescente de 16 anos, alegam não se lembrar. Ao Mais Goiás, Danillo relata que no momento da prisão do pai e apreensão da mãe, ocorridas na última terça-feira, 8, os dois disseram que o bebê havia morrido de causas naturais, mas, posteriormente, mudaram a versão.

“Quando foi feita a prisão dos pais, eles mudaram a versão e alegaram morte acidental, que a criança teria morrido enquanto dormia na cama junto com a mãe e ela teria rolado para cima” do bebê, conta o delegado.

Danillo informou que uma mochila, possivelmente usada pelo pais para transportar o corpo do bebê, foi apreendida. O objeto será submetido à perícia. O delegado contou também que as buscas pelo corpo da criança continuam, uma vez que a procura no matagal indicado pelos pais ainda não surtiu efeito.

As investigações do caso devem ser concluídas no prazo de 30 dias.