MAUS-TRATOS

Polícia prende suspeito de atirar na cabeça de um cachorro, em Goiânia

Investigado disse que cometeu o crime porquê o animal ficava correndo atrás das galinhas dele


Laylla Alves
Do Mais Goiás | Em: 23/10/2020 às 18:08:59

Polícia prende suspeito de atirar na cabeça de um cachorro, em Goiânia (Foto: Polícia Militar)
Polícia prende suspeito de atirar na cabeça de um cachorro, em Goiânia (Foto: Polícia Militar)

A Polícia Militar (PM) prendeu um homem, de 47 anos, suspeito de atirar na cabeça de um cachorro com uma espingarda de chumbinho, na manhã desta sexta-feira (23), no Setor Recanto do Bosque, em Goiânia

Conforme Kleber Martins Ferreira, Tenente da Polícia Militar, funcionários da empresa adotaram e cuidam do animal e disseram que viram o homem com a arma desde o início da manhã, horas depois, ouviram o grito do cachorro, que em seguida apareceu com o machucado na testa.

Quando a polícia chegou ao local, o investigado ainda estava com a arma usada. À PM, o suspeito, que mora ao lado do estabelecimento, disse que atirou no cachorro porquê ele ficava correndo atrás das galinhas dele.

O tenente informou ao Mais Goiás, que o animal já foi socorrido e que o crânio do cachorro não chegou a ser perfurado, mas o osso da cabeça dele está quebrado. Kleber informou também, que os funcionários da empresa levarão ele para fazer a cirurgia neste sábado (24). Já o suspeito, bem como a arma usada foram encaminhados para a Central de Flagrantes.

Vale ressaltar que de acordo com a nova lei de maus-tratos contra animais, qualquer um que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais, pode ter pena de reclusão de 2 até 5 anos.

*Laylla Alves é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira