Dez tiros

Polícia prende fazendeiro condenado pelo assassinato de vereador de Hidrolândia, há 13 anos

Livertino Batista da Silva não aceitava o envolvimento da vítima com a filha dele. Foram dez tiros contra Francisco


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 25/03/2019 às 18:01:05

(Foto: Divulgação/PC)
(Foto: Divulgação/PC)

O fazendeiro Livertino Batista da Silva foi preso manhã desta segunda (25), no município de Hidrolândia, região metropolitana da capital. Ele foi condenado a 14 anos de prisão pelo assassinato de Francisco Alves de Souza, então vereador e  presidente da Câmara Municipal do município. A prisão foi feita pela Polícia Civil (PC).

O crime aconteceu em fevereiro de 2006. Livertino não aceitava o envolvimento da filha dele com a Francisco. O fazendeiro, então, preparou uma emboscada em um local por onde a vítima passava diariamente. Foram seis tiros à distância e quando depois que Francisco já havia sido atingido e estava no chão. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Livertino se entregou à polícia dois meses depois do crime e, após investigação e julgamento, foi condenado em 2010. Ele recorreu da sentença e respondia em liberdade e agora foi encaminhado para a unidade prisional local, onde está à disposição da justiça.