MORTA EM 2020

Polícia prende 3º suspeito de morte de “motogirl” em Anápolis

Homem de 23 anos possui passagens por furto e tentativa de roubo


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 12/01/2021 às 12:59:51

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil prendeu, na segunda-feira (11), um homem de 23 anos suspeito de ser coautor do homicídio qualificado contra Rafaella Batista dos Santos. A jovem foi morta em 27 de outubro de 2020, na Rua Bela Vista, Setor Jardim Goiano, Anápolis.

Segundo informações da polícia, o homem possui passagens por furto e tentativa de roubo. Depois do cumprimento de mandado de prisão, ele foi encaminhado ao presídio local.

Vale lembrar, na última sexta-feira (8), a corporação prendeu os dois principais suspeitos de matar a jovem que trabalhava como entregadora de um restaurante em Anápolis. À época, a polícia não divulgou a identidade dos suspeitos, apenas as suas iniciais.

São eles: E.P.G., de 18 anos; e P.H.S.F., de 23. Eles teriam matado Rafaella em uma emboscada por vingança.

Investigação

A investigação policial constatou, até agora, que E.P.G. e P.H.S.F. são traficantes de drogas na região do setor Calixtópolis e contrataram Rafaella para fazer entregas. Insatisfeita com o valor, ela teria consumido parte da droga que deveria entregar.

No dia em que morreu, a “motogirl” foi chamada pelos suspeitos para fazer um serviço, atraída para um local ermo e morta a tiros. Um dos suspeitos era amigo dela e confirmou ter sido responsável para levá-la ao lugar do crime.

Câmeras de segurança que funcionavam nas proximidades flagraram a fuga dos autores. Destaca-se que E.P.G. já possui passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo. P.H.S.F. tem ficha policial por tráfico, tentativa de homicídio e furto.