Tráfico de drogas

Polícia prende 11 acusados de clonar veículos

Meia tonelada de maconha, 12 veículos e R$ 1 milhão em cheques foram apreendidos durante a operação





//

Após seis meses de investigações, a Polícia Civil prendeu em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Goianira, Anápolis e Jataí 11 acusados de integrar uma quadrilha especializada em clonar e comercializar veículos roubados em Goiás.

Com o grupo, os agentes da Delegacia Estadual de Repressão aos Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) apreenderam 12 veículos, meia tonelada de maconha, duas armas de fogos, ferramentas usadas na clonagem de veículos, coletes balísticos, além de R$ 5 mil em dinheiro e R$ 1 milhão em cheques.

O alvo central da operação, segundo o Delegado Fábio Meireles, adjunto da DERFRVA, eram os irmãos Warley Teixeira da Silva, de 24 anos, e Wdeilson Teixeira da Silva de 21 anos, que são apontados como os maiores adulteradores de veículos de Goiás.

“Como há três meses nós prendemos o maior adulterador de carros da Capital, logo estes irmãos assumiram o posto dele. O que chama atenção é a maneira como eles falsificavam documentos e adulteravam os sinais identificadores dos veículos roubados, considerada pelos peritos como praticamente perfeita”, relatou o delegado.

Além dos irmãos, outras nove pessoas que seriam especializadas em comercializar os veículos roubados, entre elas duas mulheres, também foram presas. Capturado em Jataí, Jair Nascimento Ribeiro Júnior, de 21 anos, além de estar em uma camionete roubada, guardava em casa 500 quilos de maconha.

A investigação, segundo o Delegado Fábio Meireles, mostra que após adulterar os dados e documentos, a quadrilha vendia os veículos no Tocantins ou os trocava por drogas no Mato Grosso do Sul. Roberto Amaral de Araújo de 24 anos, que aguarda julgamento na Casa de Prisão Provisória também foi preso durante a operação acusado de encomendar, de dentro da cadeia, o roubo de veículos na Capital. Os 11 presos hoje responderão por receptação, adulteração de sinal identificador de veículos, associação, alguns por posse de arma e Jair Nascimento também por tráfico e associação.