Segurança pública

Polícia Militar implanta Bope e aumenta efetivo da Rotam

A assinatura da portaria de criação do Bope foi assinada pelo comandante-geral da corporação, coronel Silvio Benedito Alves





//

A Polícia Militar consolidou nesta sexta-feira, dia 5, o avanço de dois importantes passos do processo de fortalecimento do policiamento especializado em Goiás, com a transformação da Companhia de Operações Especiais (COE) em Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o reforço do efetivo da Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas).

A assinatura da portaria de criação do Bope foi assinada pelo comandante-geral da corporação, coronel Silvio Benedito Alves, durante a solenidade de formatura de 33 novos integrantes da Rotam, realizada nesta sexta no pátio da unidade, localizado no Setor Alphaville, em Goiânia.

Com a criação da unidade especializada, Goiás se torna o 15º Estado do País a contar com um Batalhão de Operações Especiais (Bope). A tropa de elite atuará em todo o território goiano, em situações críticas como roubos, sequestro, resgate de reféns e ocorrências envolvendo artefatos explosivos, dentre outras modalidades criminosas.

Após a implantação oficial do Bope em Goiás, o Comando da PM anunciou medidas imediatas para reforçar a unidade especializada. Uma delas está na ampliação de seu efetivo no início do próximo ano, com abertura de processo de seleção interna para inclusão de novos integrantes.

Em 2015, o Bope goiano receberá ainda um veículo especial blindado capaz de romper obstáculos, equipado com câmeras de visão noturna e outros equipamentos tecnológicos. Com o custo estimado em R$ 1,3 milhão, a viatura tem capacidade para transportar até 20 policiais e será adquirida com recursos dos governos estadual e federal. “A nossa expectativa é de recebermos este veículo em meados de 2015”, explicou o comandante do Bope, major Leonardo Resende dos Reis.

Na avaliação do coronel Silvio Benedito Alves, a criação do Bope em Goiás e o aumento do efetivo da Rotam complementam as ações programadas para combater a criminalidade em todo o Estado. Acompanhado de autoridades militares e civis, o coronel Silvio Alves fez um balanço das ações da corporação este ano. “Elevamos o número de operações e fortalecemos, principalmente, o combate ao tráfico de drogas”, destacou o comandante.

ROTAM QUADRUPLICA EFETIVO
A formatura dos novos integrantes da Rotam contribuiu com o fortalecimento das ações da unidade na capital e Região Metropolitana. Desde o seu retorno em tempo integral, em abril de 2013, este é o segundo curso que a Rotam faz para ampliar o seu efetivo, aumentando para 20 o número de equipes nas ruas 24 horas. Dentre os formandos, estão sete policiais militares do Distrito Federal e dos Estados do Paraná, Tocantins e Amapá.

O reforço do efetivo e atuação em tempo integral resulta em aumento na quantidade de prisões e apreensões. Comparando com o ano passado, a unidade dobrou a quantidade de armas de fogo apreendidas, ampliando de 101, em 2013, para 202 no acumulado deste ano, a quantidade de apreensões de armas de fogo ilegais.

Este ano, a unidade especializada da Polícia Militar efetuou ainda 120 apreensões de drogas, recapturou 119 foragidos da Justiça e recuperou 311 veículos roubados ou furtados. Neste mesmo período, a Rotam realizou a prisão de 571 pessoas, registrando 348 flagrantes, 23 TCOs (Termos Circunstanciados de Ocorrência) e 55 detenções.