Do Mais Goiás

Motorista de app é acusado de expulsar criança autista do carro em Anápolis

Após tomar conhecimento do caso, a Uber removeu o motorista de sua plataforma

Um motorista de aplicativo é acusado de expulsar, de seu carro, uma criança de 4 anos e sua babá ao perceber que a criança, que é portadora de autismo, estava tendo uma crise nervosa dentro do veículo. O caso ocorreu na última segunda-feira (16), no município de Anápolis, e foi registrado na Polícia Civil.

Conforme o relato da mãe do menino, ele e a babá haviam ido a uma sessão de terapia na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) na segunda-feira. Na volta, a babá solicitou um carro pelo aplicativo e, quando já estavam dentro dele, a criança teria começado a chorar e espernear.

O autismo é um transtorno de desenvolvimento que tem vários tipos e que pode fazer com que a criança reaja de forma intensa a estímulos externos.

Ao ver a criança chorar, o motorista do app teria parado o carro numa via movimentada e mandado a babá sair do veículo com o menino. A babá teria ligado para a mãe da criança chorando. A mulher buscou os dois e se dirigiram à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis, onde uma ocorrência foi registrada.

Uber removeu motorista do aplicativo após o ocorrido

Em nota enviada ao Mais Goiás, a Uber informou que tem “tolerância zero” com qualquer tipo de discriminação em viagens pelo app, e que, após tomar conhecimento do caso em questão, desativou a conta do motorista.

Veja a nota:

“A Uber possui uma política de tolerância zero a qualquer forma de discriminação em viagens pelo aplicativo. A conta do motorista em questão foi desativada da plataforma e a empresa permanece à disposição dos órgãos de segurança para colaborar com as investigações, na forma da lei.

A Uber defende o respeito à diversidade e reafirma o seu compromisso de promover o respeito, igualdade e inclusão para todas as pessoas que utilizam o nosso app. Todas as viagens são registradas por GPS. Isso permite que, em caso de necessidade, nossa equipe especializada possa dar suporte às autoridades, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seus históricos e qual o trajeto realizado, além de acionar seguro que cobre despesas médicas em caso de incidentes.”