Laylla Alves
Do Mais Goiás

Polícia investiga morte de homem que levou choque enquanto estudava em Nova América

Caso aconteceu na manhã do último sábado (3)

Polícia investiga morte de homem que levou choque enquanto estudava em Nova América
Polícia investiga morte de homem que levou choque enquanto estudava em Nova América (Foto: Reprodução/ Facebook)

A Polícia Civil apura as circunstâncias da morte de Danilo Maurício Alves Xavier, de 30 anos, que era técnico em informática e estudante de direito. Ele levou um choque elétrico por meio do fone de ouvido que usava enquanto estudava no computador, no município goiano de Nova América. O caso aconteceu no sábado (3).

O delegado Gustavo Mendes Silvana, por meio da assessoria da Polícia Civil, disse que vai instaurar procedimento preliminar e aguardar o laudo cadavérico. Disse, também, que o fone de ouvido foi levado para perícia. “Como não foi morte violenta, é muito provável que [o caso] seja arquivado”, informa.

Ricardo Mattos, superintendente da Polícia Científica, disse que foi realizado exame pericial no cádaver da vítima e que foi confirmado que corpo foi atingido por descarga elétrica. “Esse tipo de exame mostra, nitidamente, onde aconteceu a entrada (local que a vítima levou choque) e a saída da corrente elétrica (chão, parede em que pessoa está encostada).

Relembre o caso

Danilo Maurício Alves Xavier morreu eletrocutado na manhã do último sábado (3), em Nova América, município do Vale do São Patrício. Ele estudava no computador quando recebeu a descarga elétrica que levou ao óbito. Os fones de ouvido que ele usava chegaram a ficar queimados, tamanha a intensidade da corrente recebida.

A um veículo local, a esposa de Danilo, Adriana Costa Oliveira, conta que o marido usava o computador para estudar e usava fones de ouvido quando recebeu a descarga elétrica. A mulher, que é enfermeira, ainda tentou os procedimentos de reanimação, mas sem sucesso.

Polícia investiga morte de homem que levou choque enquanto estudava em Nova América

Fones usados pela vítima (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)