Gato por lebre

Polícia investiga fraude na compra de sabão em pó pela Prefeitura de Goiânia

Caso também é investigado por uma CEI na Câmara Municipal


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 14/06/2019 às 18:52:50

Produto foi encontrado dentro do almoxarifado da Semas (Foto: John William/TV Anhanguera)
Produto foi encontrado dentro do almoxarifado da Semas (Foto: John William/TV Anhanguera)

Uma suspeita de fraude na compra de sabão em pó pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) é alvo de investigação da Polícia Civil (PC), em Goiânia. A suspeita é de que as 2,5 toneladas adquiridas não sejam do produto de limpeza.

O caso está sendo investigado depois que uma denúncia anônima foi enviada a uma Comissão Especial de Inquérito que investiga a secretaria. Nesta quinta-feira (13), vereadores foram até um depósito da Semas para averiguar a questão. De acordo com o presidente da comissão, Felizberto Tavares (PR), não se trata de sabão em pó, mas de sal com algum corante.

“Aqui, em um teste rápido, ao colocar o produto na boca, percebemos que ele tem textura e sabor de sal. Na água, o corante sai e fica só o sal”, disse o vereador.

A PC lavrou um boletim de ocorrência e apreendeu 905 kg do produto e enviou uma amostra para perícia. Em uma análise preliminar, a corporação afirmou que o material apreendido é “estranho”, descartando a possiblidade de ser sabão em pó. Também negou que o produto seja sal, como afirma o vereador.

O caso é investigado pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) e é tratado, a princípio, como crime de fraude à licitação.

Por meio de nota, a Semas comunicou que a fornecedora do produto foi acionada para que sejam tomadas as devidas providências. Ela comunicou ainda que já está recolhendo o material distribuído e que a Secretaria Municipal de Administração (Semad) e a Controladoria-Geral estão acompanhando o caso.