Polícia encerra ‘luau’ clandestino com cerca de 300 pessoas em Mineiros

Assim que perceberam a chegada a polícia, algumas pessoas tentaram fugir da fiscalização

Polícia encerra 'luau' clandestino com cerca de 300 pessoas em Mineiros (Foto: Divulgação/PM)

Uma ação conjunta entre a Polícia Militar e agentes de fiscalização da Vigilância Sanitária encerraram um “luau” clandestino, na cidade de Mineiros, no Sudoeste de Goiás. A festa aconteceu durante a madrugada do último sábado (29), com participação aproximada de 300 pessoas; todas sem máscara e promovendo aglomerações.

O encontro aconteceu no Loteamento Parque do Cedro e foi denunciado de maneira anônima às autoridades. De acordo com os militares, assim que perceberam a chegada a polícia, algumas pessoas tentaram fugir da fiscalização.

Aos Mais Goiás, o soldado Bento informou que como o loteamento é novo e possui poucas residências acaba sendo alvo de festas. Região é conhecida como “mirante”. “Esses eventos são clandestinos, sem qualquer tipo de autorização. As pessoas vão para esse local e fazem uso de bebidas alcoólicas e som automotivo”, detalhou o soldado.

Agentes de fiscalização multaram algumas pessoas que já haviam sido flagrados em festas em outras ocasiões. Aqueles que foram pegos pela primeira vez receberam um alerta verbal. “No momento que as pessoas visualizam a aproximação das viaturas a grande maioria foge e por ser uma multidão, fica difícil conter todos eles”, explicou o militar.

A reportagem tenta contato com a Vigilância Sanitária da cidade a fim de saber quantas pessoas foram autuadas e qual o valor das multas aplicadas. Mas, até o momento da publicação, não houve retorno.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde, a cidade de Mineiros confirmou 125 novos casos de Covid-19 nas últimas quatro semanas. Desde o início da pandemia, 228 pessoas morreram pela doença. Aglomerações e a falta de uso de máscara facilitam a disseminação do coronavírus e a consequente infecção de mais pessoas, podendo superlotar hospitais e causar mais mortes.