Polícia desmantela laboratório para refino de cocaína, em Catalão

Laboratório foi encontrado no quarto de uma pensão; foram apreendidos 5kg de pasta base, 30 porções de crack, uma arma de fogo calibre 38, além de munições e R$ 2,2 mil em dinheiro


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 15/10/2019 às 14:31:49

Laboratório para refino de cocaína funcionava em um quarto de pensão de Catalão onde os suspeitos estavam hospedados (Foto: Divulgação / PM)
Laboratório para refino de cocaína funcionava em um quarto de pensão de Catalão onde os suspeitos estavam hospedados (Foto: Divulgação / PM)

Três homens e duas mulheres foram detidos, na noite desta segunda-feira (14), suspeitos de praticar tráfico de drogas, em Catalão, na região Sul de Goiás. Todos estavam hospedados em uma pensão e usavam o local como laboratório para refino de cocaína

De acordo com a Polícia Militar (PM), os suspeitos foram parados por uma equipe por volta das 23h30, enquanto caminhavam por uma rua do Setor São José. Durante a abordagem policial, foram encontradas porções de crack. Aos militares, o grupo informou que havia mais droga na pensão.

Lá, foram encontrados cinco quilos de pasta base, 30 porções de crack, uma arma de fogo calibre 38 e 23 munições. E quase R$ 2,2 mil em dinheiro.

O grupo foi conduzido, juntamente com o material apreendido, para a Delegacia de Polícia Civil (PC) de Catalão. No local, os suspeitos foram identificados como Ariana Gil, 33; Eduardo Rabeiro dos Santos, 26; Luciano de Paula Dias, 34; Marcos Monteiro da Silva, 31; e Ozaíra Santos do Lago, 30. 

Luciano e Marcos assumiram ser os responsáveis pelo laboratório de droga e foram presos em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Ariana, Eduardo e Ozaíra foram ouvidos e liberados, mas também serão investigados. Caso será apurado pelo delegado Vítor Oliveira, da delegacia local.

O Mais Goiás tentou contato com o delegado por telefone, às 11h11 desta terça-feira (15), mas as chamadas não foram atendidas.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira