Polícia de Roma prende dois jovens americanos acusados de matar policial

O policial assassinado Mario Cerciello Rega, de 35 anos, e outro colega estavam à paisana e abordaram os dois americanos após um negócio malsucedido com drogas


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 27/07/2019 às 17:48:45

Mario Cerciello Rega (Foto: Reprodução)
Mario Cerciello Rega (Foto: Reprodução)

Dois jovens norte-americanos foram presos em Roma neste sábado acusados de terem esfaqueado e matado um policial italiano na rua do hotel onde estavam hospedados. A ordem de detenção de Gabriel Christian Natale Hjorth e Finnegan Lee Elder foi mostrada pela emissora estatal RAI. Segundo o documento, ambos nasceram em São Francisco e têm 18 e 19 anos, respectivamente.

Conforme a ordem de detenção, o policial assassinado Mario Cerciello Rega, de 35 anos, e outro colega estavam à paisana e abordaram os dois americanos após um negócio malsucedido com drogas. Elder teria esfaqueado repetidamente Rega, enquanto o outro americano atacou o colega do policial morto, que não ficou gravemente ferido e está prestando informações sobre o caso. Os dois acusados estão sendo investigados também por tentativa de extorsão relacionado ao suposto negócio com drogas.

Um investigador italiano que não quis ser identificado contou que os jovens pegaram uma bolsa de um traficante de drogas italiano depois de o homem aparentemente ter entregue a eles uma substância diferente da esperada, cocaína. Conforme os policiais, os americanos exigiram dinheiro e cocaína para devolver a mochila.

Primeiramente, o italiano havia sido descrito como um traficante de drogas que supostamente roubou os americanos. Mas não foi confirmado, até o momento, se o homem de fato é traficante ou alguém envolvido com os dois jovens. Após o roubo da mochila, a suposta vítima entrou em contato com a polícia para relatar o roubo, o que levou os policiais à paisana irem ao local.

Por meio de câmaras de vigilância e testemunhas, os policiais conseguiram identificar rapidamente os americanos e encontrá-los no hotel próximo da cena do crime, segundo comunicado da polícia A nota informa ainda que os dois americanos, interrogados sob a coordenação de promotores de Roma, “confessaram sua culpa”. Fonte: Associated Press.