Do Mais Goiás

Polícia Civil vai apurar morte de trabalhador que caiu em moega, em Itapuranga

O Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Goiás foi acionado e vai ajudar na apuração. Laudo deve levar 30 dias para ficar pronto

A Polícia Civil vai investigar a morte do funcionário da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que sofreu um acidente em uma moega na cidade de Itapuranga na manhã desta terça-feira (22). O Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Goiás foi acionado e vai ajudar na apuração.

A delegada responsável pelo caso, Giovana Sas, afirmou que é preciso aguardar a autópsia para começar as investigações. “O laudo demora cerca de 30 dias para ficar pronto, pois o IML atende casos de várias cidades do interior”, explicou.

O funcionário, Natalino Alves da Costa, caiu em uma moega enquanto uma carga de milho era descarregada na unidade da Conab em Itapuranga, cidade distante 145 quilômetros de Goiânia. De acordo com a assessoria da Conab, Natalino estava com o equipamento necessário para acompanhar a transferência da carga para a moega – capacete, máscara e botas.

A suspeita é que ele estava mal posicionado e acabou caindo. Como a moega fica no chão, não é exigido outro tipo de equipamento de segurança.