Falsificação

Polícia Civil prende quadrilha que falsificava certificados de ensino médio

Grupo também falsificava documentos veiculares e históricos escolares. Por cada certificado era cobrado um valor em média de R$ 500


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 12/06/2019 às 17:53:01

Presos na Operação Fictus da Polícia Civil (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Presos na Operação Fictus da Polícia Civil (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Uma quadrilha que falsificava históricos escolares, certificados de conclusão de ensino médio e documentos veiculares foi presa pela Polícia Civil (PC) nesta quarta-feira (12). A associação criminosa foi desmantelada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) na ação denominada ‘Operação Fictus’.

A PC destacou que foram cumpridos quatro mandados de prisão e quatro de busca e apreensão e apreendidos vários certificados que deveriam ser emitidos pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Durante as investigações, foi comprovado que os falsários vendiam certificados de conclusão de ensino por meio de anúncios na internet e o valor cobrado por documento era na faixa de R$ 500.

Certificados eram vendidos pela internet e custavam em torno de R$ 500 (Fotos: Divulgação/Polícia Civil)

Certificados eram vendidos pela internet e custavam em torno de R$ 500 (Fotos: Divulgação/PC)

O grupo é apontado pela PC como os mesmos alvos de uma operação realizada em 2018. À época, os integrantes foram indiciados por roubo, furto, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e falsificação de documento público.

“Um dos integrantes da quadrilha já estava detido na Casa de Prisão Provisória do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia desde março de 2018. Ainda assim, continuava praticando esse crime”, segundo consta na na ocorrência policial.

A Operação Fictus teve participação da Gerência de Operações de Inteligência da PC e da Polícia Técnico-Científica.