PC indicia três pessoas por subtração de aparelhos de ar-condicionado da Prefeitura de Inhumas

Entre os acusados estão um ex-presidente da Câmara Municipal, um ex-secretário da Saúde e um eletricista

A Polícia Civil de Inhumas formalizou nesta quinta-feira (3) o indiciamento de Célio Feliciano, ex-diretor administrativo do Cais daquele município e ex-presidente da Câmara de Vereadores; de Carlos André Vila Verde Alvares da Silva, ex-secretário municipal de Saúde; e de Rodrigo Rosa Leme da Silva, que é eletricista. Eles são acusados de roubarem equipamentos eletrônicos de postos de saúde gerido pelo município.

A investigação demonstrou que a Secretaria de Saúde de Inhumas adquiriu, em 2016, 22 aparelhos de ar-condicionado para serem instalados em postos de saúde. Entretanto, as provas produzidas no decorrer do inquérito apontam que no mês de outubro do ano passado houve a subtração de cinco desses aparelhos, que estavam guardados em uma sala no Cais Municipal.

O delegado Humberto Teófilo ressalta em seu relatório final que “o quadro fático produzido nesta fase pré-processual demonstra que o eletricista Rodrigo, responsável pela manutenção dos equipamentos e cunhado do ex-secretário de saúde, foi o responsável pela subtração dos eletrodomésticos”. Conforme as apurações, ele contou com o auxílio de Célio e de Carlos André para o crime.

O inquérito foi remetido ao Judiciário.