Digitais

Polícia Civil identifica corpo encontrado dentro de poste em Goiânia

Homem foi reconhecido como Dagoberto Rodrigues Filho, de 68 anos




A Polícia Civil conseguiu identificar no final tarde desta segunda-feira (21) o corpo encontrado ontem dentro de um poste de rede elétrica na Avenida Viena, no Parque Anhanguera 2, em Goiânia. O homem foi reconhecido como Dagoberto Rodrigues Filho, de 68 anos.

Apesar da previsão incial para o reconhecimento do corpo ser de até 30 dias, pois ele estava em avançado estado de decomposição, os papiloscopistas do Instituto de Idendificação da Polícia Civil conseguiram o feito através de um método de identificação de fragmentos das digitais. “A gente faz incisão nas falanges dos dedos e faz tratamento. Usamos a técnica de hidratação, inclusive a técnica de fervura, que é uma técnica específica para reconstituir o tecido dérmico. Ele não tinha mais epiderme. Então a gente faz um tramamento e aí conseguimos fazer marcação de pontos,” explica o gerente do Instituto, Antônio Maciel.

O corpo já foi liberado e a família também foi avisada. Mas, até o momento, ninguém compareceu ao Instituto Médico Legal (IML).

Entenda o caso

O corpo encontrado neste domingo (20) pelo Corpo de Bombeiros, que serraram o poste após reclamações de moradores sobre um mau cheiro que vinha do local. Segundo o delegado Francisco Júnior, que investiga o caso, os policiais devem checar se há imagens de câmeras de segurança que possam esclarecer como o idoso foi para o interior do poste.

Segundo relatos de moradores da região, há mais de um ano que a Celg deixou alguns postes de ferro pré-moldados deitados no canteiro central da Avenida Viena. Um deles, porém, começou a exalar mau cheiro há 10 dias, ocasião em que os bombeiros foram acionados, fizeram uma vistoria e disseram tratar-se de alguma massa não identificada que estaria dentro dele.

Como o mau cheiro só aumentou, os bombeiros foram chamados novamente neste domingo (20), ocasião em que resolveram cortar o poste e encontraram, lá dentro, o corpo de um homem. Uma moradora da região que acompanhou o trabalho dos Bombeiros afirmou que o corpo é de seu pai, que teria desaparecido de casa há exatamente 10 dias.